Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Universidade para Todos
  3. Cursos reconhecidos pelo MEC

Cursos reconhecidos pelo MEC

O curso que não é autorizado pelo MEC não tem permissão para emitir diploma

Publicado por Letícia Oliveira
Apenas cursos reconhecidos e autorizados podem emitir diplomas
Apenas cursos reconhecidos e autorizados podem emitir diplomas

Com a democratização do ensino superior no Brasil, várias instituições particulares de ensino foram criadas. Hoje cerca de 74,2% dos estudantes do ensino superior estão matriculados em instituições privadas. Mas antes de ingressar em um curso de graduação, é preciso saber se a Instituição de Ensino Superior (IES) é autorizada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 

Para iniciar a oferta de determinado curso de graduação, a IES depende de uma autorização do MEC. Essa verificação é feita por dois avaliadores, que se instalam dentro da instituição e seguem um protocolo próprio com uma relação de itens e pesos para cada um deles. Para a autorização, são avaliadas três dimensões do curso: organização didático-pedagógica, o corpo docente e técnico-administrativo e as instalações físicas. De acordo com a avaliação, a instituição pode ser classificada como Faculdade, Centro Universitário ou Universidade.

Para saber se um curso é credenciado, basta consultar a página do E-MEC. Se a instituição não é credenciada, mas está funcionando, é considerada irregular e por isso não tem a permissão para emitir diplomas, o que pode prejudicar o estudante. 

A exceção fica em virtude de Centros Universitários e Universidades, que podem abrir cursos superiores sem a autorização prévia do MEC. Entretanto, essas instituições devem informar à secretaria competente de cursos abertos para a supervisão e possíveis avaliações e reconhecimentos posteriores. O mesmo vale para instituições interessadas em oferecer cursos a distância (EAD).

No processo de autorização dos cursos de Direito, Medicina, Odontologia e Psicologia, mesmo em Universidades e Centros Universitários, a Secretaria de Educação Superior considera também a manifestação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Conselho Nacional de Saúde. 

Reconhecimento

Além da autorização, o MEC concede também o reconhecimento do curso, que é a condição necessária, junto ao registro, para a validade nacional dos respectivos diplomas. Esse reconhecimento é feito por dois avaliadores que voltam a IES para verificar se os pontos do projeto inicial foram cumpridos e deve ser realizado quando a primeira turma entra na segunda metade do curso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Outro método de avaliação é o Sistema Nacional de Avaliação da Educação (SINAES), que a cada três anos faz o reconhecimento do curso com base em cinco avaliações isoladas: ENADE, CPC, IDD, IGC E CI. O SIANES é uma avaliação mais completa que leva em conta o projeto pedagógico, a responsabilidade social, a infraestrutura, a qualificação docente, além da avaliação do aluno. A análise geral das notas do SIANES permite a comparação isolada entre as instituições em um todo ou em relação aos cursos isoladamente.

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) avalia, em uma escala de 1 a 5, os concluintes e ingressantes dos cursos de graduação. Já o Conceito Preliminar de Cursos (CPC) mede individualmente, através da nota do Enade, o desempenho de cada curso superior, avaliando a estrutura, o corpo docente e o grau de satisfação do aluno com a instituição de ensino. O Índice de Desenvolvimento Discente (IDD) é feito para avaliar o conjunto de alunos do curso em comparação com os alunos que realizaram o Enade. Esse método tem a capacidade de identificar a eficiência em capacitar os alunos ao longo do curso. O Índice Geral dos Cursos (ICG) analisa de forma mais ampla, com base nos resultados de todos os cursos do Enade, o corpo docente, pós-graduação e infraestrutura. Já o Conceito Institucional (CI) é a avaliação feita in loco pelos especialistas do MEC para avaliar o IGC.

Em caso de notas baixas no SIANES ou falta de recredenciamento, que deve ser solicitado pela instituição ao final de cada ciclo avaliativo, a IES pode perder a autorização para ofertar o curso. 

Veja também

UFLA (MG) divulga resultado da 3ª etapa do PAS 2019
Os candidatos da 3ª etapa do PAS da UFLA foram avaliados por meio das notas do Enem 2019, cujas provas foram aplicadas nos dias 03 e 10 de novembro. 

UFMS libera notas da 1ª e 2ª etapas do Passe 2019
Instituição também divulgou as informações sobre matrícula dos aprovados no Passe e Vestibular 2020.

IFRO solta classificação preliminar do Vestibular 2020
Previsão é que o resultado final seja divulgado na próxima sexta-feira (31). Foram oferecidas quase mil vagas.

Resultados de vestibulares são adiados após suspensão do SiSU 2020/1
Entre as instituições estão as federais de São Paulo (Unifesp) e do Pará (UFPA). UFSC suspendeu cronograma de matrículas do SiSU.

UFRR disponibiliza classificação preliminar do Vestibular 2020
Aqueles que queiram apresentar recursos contra a classificação preliminar deverão fazer isso ainda hoje (27). O resultado dos recursos será disponibilizado no dia 28 seguinte .

Unespar divulga 2ª chamada do Vestibular 2020
De acordo com o edital de matrículas, os selecionados deverão se matricular no dia 29 de janeiro. Uma nova chamada é esperada para o dia 31 deste mesmo mês. 

Pré-vestibular gratuito em Brasília está com inscrições abertas para turmas de 2020
Podem participar do preparatório, que tem foco nas provas do Enem, candidatos que estão matriculados no último ano do ensino médio em escola pública ou que já concluíram essa etapa também na rede pública.

Famerp solta resultado do Vestibular 2020/1
Agora, as matrículas deverão ser feitas das 09h às 15h, no Pavilhão Fleury ou na sala da Secretaria Geral, na sede da Famerp.

Unesp divulga resultado do Vestibular 2020
Selecionados devem fazer matrículas virtuais até esta terça-feira (28)

SiSU 2020/1: Justiça Federal continua mantendo a decisão de suspensão do resultado
Ainda há a possibilidade de o governo recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

Inscrições para o SiSU 2020/1 encerram neste domingo (26)
Resultado pode não ser divulgado na terça-feira porque a Justiça de SP determinou a suspensão do SiSU após o encerramento das inscrições.