1. Home
  2. Notícias
  3. UFPA abre inscrições para Vestibular 2019 e abandona SiSU

UFPA abre inscrições para Vestibular 2019 e abandona SiSU

Processo seletivo vai usar as notas do Enem 2018 como forma de ingresso

Publicado por Silvia Tancredi em 05 de Novembro de 2018 às 16:55 em Notícias

Compartilhe


A Universidade Federal do Pará (UFPA) está com inscrições abertas para o Processo Seletivo (PS) 2019 até o dia 20 de novembro. O valor da taxa é de R$ 50. 

Inscreva-se Vestibular 2019 UFPA

Candidatos que estudam ou estudaram na rede pública ou como bolsistas na particular podem solicitar isenção de taxa de inscrição. Cotistas ganham o benefício automaticamente. 

Os estudantes serão selecionados por meio das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas provas começaram a ser aplicadas ontem. A previsão é que as notas do Enem 2018 sejam divulgadas em janeiro de 2019.  

Interessados nos cursos de Música e Dança também devem passar por provas de habilidades específicas no dia 16 de dezembro, em Belém. 

Bônus

Segundo a universidade, haverá 10% de bônus para candidatos que concluíram o Ensino Médio integralmente em escolas sediadas em um ou mais dos seguintes Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Nesta edição, são oferecidas 7.347 vagas em 179 opções de cursos de graduação. 

Mais detalhes podem ser conferidos neste Edital

Processo Seletivo Especial 

Também já está aberto o período de inscrições para o  Processo Seletivo Especial (PSE 2019-1), que oferta vagas específicas para candidatos indígenas e quilombolas.

Faça sua inscrição!

O prazo de inscrições segue aberto até o dia 29 de novembro. Para essa seleção, não é cobrada taxa de inscrição. A oferta é de 616 vagas. 

Os vestibulandos serão avaliados por uma redação, marcada para o dia 13 de janeiro de 2019, e por uma entrevista, que poderá ser realizada de 12 a 15 de fevereiro. 

Confira mais informações neste Edital

SISU

De acordo com a UFPA, a partir de 2019 não serão mais oferecidas vagas por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Antes, 20% das vagas eram preenchidas por esse sistema. O restante, por processo seletivo. Agora, o ingresso somente será feito pelo vestibular. 

Ainda segundo a universidade, a decisão foi tomada pelas  dificuldades que resultavam em percentual considerável de vagas não preenchidas por meio daquele processo de seleção nacional.

“O número de vagas não preenchidas pelo SiSU se tornou cada vez maior. Apenas no ano passado, 36% das vagas não foram preenchidas. Os candidatos se inscreviam no PS e no SiSU e, aprovados em ambos, tinham de desistir de uma das vagas”, afirma. 

A Universidade esclarece que a decisão de não aderir ao SiSU em 2019 é restrita a este ano e que a Instituição ainda vai analisar se retornará ou não ao sistema no próximo concurso. 

VEJA TAMBÉM

1 2