Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Notícias
  3. Polícia Civil faz operação para investigar fraudes no Enem e vestibulares

Polícia Civil faz operação para investigar fraudes no Enem e vestibulares

Grupo investigado é suspeito de fraudar provas em Goiás e no Distrito Federal.

Publicado por Lorraine Vilela Campos
30/10/2017 13h50 , atualizado em 30/10/2017 14h21

Grupo suspeito de fraudar concursos públicos no Brasil, incluindo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é alvo de investigação das polícias civis do Distrito Federal e Goiás. A Operação Panoptes foi deflagrada nesta segunda-feira, 30 de outubro. 

Veja também: MEC anula resultados de 13 participantes do Enem

A Polícia Civil do Distrito Federal é responsável pela Operação Panoptes, enquanto em Goiás há a Operação Portas Fechadas. Em conjunto, as duas unidades da PC cumprem 19 mandados de busca e apreensão, 11 de condução coercitiva e 8 de prisão preventiva em Goiânia, Brasília, Nova Glória, Valparaíso e Aparecida de Goiânia. 

A Justiça autorizou a busca em 16 endereços do Distrito Federal e também em Goiânia. Nos locais, a polícia encontrou computadores, notebooks, celulares, pendrives e documentos. O material foi apreendido. 

Segundo informações da Polícia Civil de Goiás, os policiais estão investigando se o grupo pretendia fraudar as provas do Enem 2017, as quais serão aplicadas em 5 e 12 de novembro para mais de 6,7 milhões de inscritos. 

A quadrilha atuava com o uso de pontos eletrônicos e celulares, assim como possuiam um esquema com fiscais aplicadores de provas para terem acesso aos cartões-resposta para a realização da troca pelas folhas dos candidatos que pagaram pela fraude. 

O valor pago pelos contratantes variava de acordo com o concurso realizado. Os preços iniciais estavam entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Após aprovado para o cargo, o participante fazia um empréstimo consignado para pagar o restante, o que geralmente era referente a 20 vezes o valor do salário do concursado.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o órgão não foi notificado e está em busca do inquérito para poder se manifestar sobre o caso. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fraudes anteriores

Na primeira quinzena de setembro, o Inep anunciou a anulação dos resultados de 13 participantes do Enem que foram indiciados por fraude. As investigações foram fruto da Operação Jogo Limpo, da Polícia Federal (PF).

A Operação Jogo Limpo investigou as edições de 2015 e 2016 do Enem. Os participantes indiciados por fraude foram aprovados em universidades públicas, ou tiveram bolsa do Programa Universidade Para Todos (ProUni) em faculdades particulares. A maioria dos fraudadores estava matriculada em Medicina. 

Já a operação Hemostase, da Superintedência Regional de Minas Gerais, continua investigando participantes suspeitos de fraudar o Enem 2013. 

Outra operação que investigou possíveis fraudes do Enem 2016 é a Operação Embuste. Até o mês de setembro, o inquérito ainda não havia sido divulgado. 

Enem x Segurança

Para o Enem 2017, o Inep anunciou a adoção de equipamento que detecta pontos eletrônicos utilizados por fraudadores. Além disso, todas as entradas dos banheiros terão detectores de metais (aumentando o número de aparelhos para fiscalização); personalização dos cadernos de provas com os dados pessoais e números de inscrições dos participantes, além do recolhimento da impressão digital (biometria). 

O Enem 2017 começará no próximo domingo, com fechamento dos portões às 13h e início das provas às 13h30 (horário de Brasília). O primeiro dia terá 90 questões de Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e a Redação. O segundo dia trará 90 perguntas de Ciências da Natureza e Matemática. 

O gabarito oficial do Enem 2017 é esperado para três dias após o fim do exame. Já o resultado final será publicado em 19 de janeiro. 

Com informações da Agência Brasília e da Polícia Civil do DF

Veja também

Resultado do SiSU 2020/1 já pode ser conferido
Convocados deverão comparecer às universidades entre os dias 29 de janeiro e 04 fevereiro

STJ autoriza divulgação do resultado do SiSU 2020/1
Decisão atende recurso protocolado no tribunal pela AGU para garantir a manutenção do calendário de divulgação da lista de aprovados.

Ufopa adia resultado do Vestibular 2020 por causa de suspensão do SiSU 2020/1
Conforme cronograma, lista de aprovados em processo seletivo que usa notas do Enem deveria sair hoje (28)

UFSC divulga 2ª chamada e 1º remanejamento do Vestibular Unificado 2020
Os selecionados deverão se atentar as etapas de matrículas, já que a primeira delas é a matrícula virtual e destinada a todas as modalidades de aprovados.

Famema 2020: confira o resultado do vestibular
Agora, os selecionados deverão realizar matrículas no período de 05 a 07 de fevereiro, na sede da Famema.

Inscrições do ProUni 2020/1 estão suspensas
Apesar das inscrições do ProUni 2020/1 estarem suspensas, já está disponível a consulta as bolsas.

UFMS libera notas da 1ª e 2ª etapas do Passe 2019
Instituição também divulgou as informações sobre matrícula dos aprovados no Passe e Vestibular 2020.

IFRO solta classificação preliminar do Vestibular 2020
Previsão é que o resultado final seja divulgado na próxima sexta-feira (31). Foram oferecidas quase mil vagas.

Resultados de vestibulares são adiados após suspensão do SiSU 2020/1
Entre as instituições estão as federais de São Paulo (Unifesp) e do Pará (UFPA). UFSC suspendeu cronograma de matrículas do SiSU.

UFRR disponibiliza classificação preliminar do Vestibular 2020
Aqueles que queiram apresentar recursos contra a classificação preliminar deverão fazer isso ainda hoje (27). O resultado dos recursos será disponibilizado no dia 28 seguinte .

Unespar divulga 2ª chamada do Vestibular 2020
De acordo com o edital de matrículas, os selecionados deverão se matricular no dia 29 de janeiro. Uma nova chamada é esperada para o dia 31 deste mesmo mês. 

Pré-vestibular gratuito em Brasília está com inscrições abertas para turmas de 2020
Podem participar do preparatório, que tem foco nas provas do Enem, candidatos que estão matriculados no último ano do ensino médio em escola pública ou que já concluíram essa etapa também na rede pública.