Logo Super Vestibular

Ciência Política

O profissional formado em Ciência Política possui uma vasta gama de opções para atuar após a conclusão do curso, tanto na esfera pública quanto privada

Publicado por Érica Caetano
Cientistas políticos costumam prestar consultorias para políticos e empresários
Cientistas políticos costumam prestar consultorias para políticos e empresários

Anteriormente conhecido somente como uma área de atuação do profissional da graduação de Ciências Sociais, a Ciência Política não tinha reconhecimento como curso superior efetivamente. No entanto, isso mudou e já é possível encontrar a oferta deste com curso de graduação nas principais universidades do país como, por exemplo, na Universidade de Brasília (Unb).

A carreira na área de Ciência Política é bastante desenvolvida nos Estados Unidos e em alguns países europeus. Apesar de no Brasil não haver tanta tradição no curso, sua demanda vem crescendo a cada dia e, mesmo sendo um campo de conhecimento específico, o curso abrange várias áreas de conhecimento dentro das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Ao contrário do que muitos pensam, o curso não se trata somente de questões políticas da atualidade e nem de discussões de opiniões políticas, mas sim de um estudo mais aprofundando e de forma científica que capacita entender as relações de poder e toda a hierarquia existente nelas.

O Cientista Político estuda e analisa as teorias e comportamentos dos sistemas políticos, ou seja, avalia o funcionamento político em todos os âmbitos, incluindo políticas públicas para determinada população, as relações de transformações e estrutura dos sistemas, regimes políticos e etc.

Público-alvo

Não há um perfil particular para quem deseja estudar a graduação de Ciência Política, já que o curso estuda cientificamente os temas presentes na vida de todas as pessoas. Entretanto, é importante que o estudante tenha gosto pela leitura, pois a carga de textos e livros é bem pesada durante todo o curso.

Curso

Como já citado anteriormente, apesar de o curso de Ciência Política ser um campo de conhecimento específico, ele abrange várias áreas de conhecimento, tais como: Sociologia, Relações Internacionais, Economia, Antropologia, História e Direito. Também são cursadas disciplinas de todos esses cursos. Dentro da grade própria da Ciência Política, estuda-se a política entendida de maneira ampla, ou seja, partidos políticos, instituições e governo, políticas públicas, história política do Brasil e etc. 

Na UnB, por exemplo, existe um curso específico de Ciência Política. Na maioria das federais, entretanto, o estudante ingressa na carreira de Ciências Sociais e nos últimos anos pode direcionar sua formação para os bacharelados em Sociologia e Antropologia. Na Universidade de São Paulo (USP), Ciência Política faz parte da grande de disciplinas obrigatórias do curso de Ciências Sociais.

Duração média
Em média: 8 semestres (4 anos)

Mercado de Trabalho
Mesmo com pouco reconhecimento e demanda, há algumas boas opções de atuação na carreira de Ciência Política. As disciplinas vistas durante o curso proporcionam uma boa base para concursos públicos, especialmente para cargos de gestores de políticas públicas, mas há também a possibilidade do cientista político atuar como autônomo, prestando consultorias e assessorias para empresas e pessoa física. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Formas de Atuação
O cientista político poderá trabalhar em diferentes segmentos relacionados à área, tanto em empresas privadas quanto públicas, além de educacionais, governamentais e segmentos do Terceiro Setor, sem contar a vasta gama de opções de concursos públicos, como citado. A atuação fora do meio educacional em grande parte das vezes se dá por meio de consultorias, projetos, estudos, planejamentos ou, ainda, como pesquisadores. A graduação também abre caminhos para carreira diplomática.

Campos de Atuação

Cientista Político
(Analisando as instituições políticas bem como os seus respectivos comportamentos, além de políticas públicas utilizadas para determinada população);

Diplomacia
(Representando o país em outras nações e atuando na negociação de acordos entre eles, dando suporte em viagens internacionais a representantes políticos, obtendo informações importantes ligadas à questões de política externa);

Lecionando aulas
(Atuando como professor de curso superior, coordenando cursos de graduação e pós-graduação);

Cientista Social
(Acompanhamento, estudo, análise e avaliação referente aos acontecimentos ou ainda sobre as ocasiões e comportamentos de determinado grupo social e a relação com os demais aspectos da sociedade levando em conta as políticas públicas);

Consultorias
(Atuando no acompanhamento e avaliação de estatísticas, pesquisa e planejamentos de questões ligadas à área política de determinado órgão ou pessoa física);

Terceiro Setor
(Acompanhamento, avaliação e administração de questões referentes às atividades políticas e sociais);

Regulamentação da profissão
A profissão de Cientista Político está vinculada ao curso de Ciências Sociais, já que não há a sua própria regulamentação. Ainda se discute a regulamentação com conselhos específicos para cada uma das áreas que englobam as Ciências Sociais. No entanto, não há nada de efetivo até o momento. Já a profissão de Sociólogo é regulamentada pela Lei nº 6.888, de 10 de dezembro de 1980 e Decreto nº 89.531/84. 

Remuneração média
O salário inicial médio de um cientista político varia muito, já que há uma vasta gama de segmentos. No entanto, os salários de recém-formados em Ciência Política giram em torno de R$ 1.500 a R$ 2.000, conforme o segmento em que se atua.

Exigências para o exercício da profissão
Para o exercício da profissão não é exigido atualmente do profissional em Ciência Política o seu diploma de graduação, já que em muitas universidades há somente esta disciplina dentro da graduação de Ciências Sociais. O mesmo acontece com o Conselho, que ainda não existe de forma específica e está em fase de discussão sobre a sua criação.

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como profissional em Ciência Política ou estudante da área. Conte-nos!

Veja também

Prazo para se inscrever no Vestibular 2020/1 da FPS é encerrado
A taxa de inscrição é de R$ 90, mas para o curso de Odontologia é de R$ 150 e para o de Medicina, R$ 395.

UFJF libera local de prova do PISM 2020
Mais de 40 mil estudantes vão fazer provas nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro em quatro cidades mineiras e em Volta Redonda (RJ)

Mais cinco universidades portuguesas aceitam o Enem
Estudantes brasileiros que fizeram exame educacional podem ingressar agora em 47 instituições de ensino de Portugal

Inep informa a anulação de uma questão do Enem 2019
O Inep afirma que a anulação de um item, ou mesmo a aplicação de provas com itens diferentes, não compromete o processo de estimação da nota das participantes.

PUC Minas solta resultado do Vestibular 2020/1
Candidatos selecionados devem fazer matrículas na semana que vem, nos dias 25 e 26 de novembro

UERR divulga resultado do Vestibular 2020
Os candidatos que desejarem interpor recursos contra o resultado preliminar do processo seletivo têm entre os dias 21 e 22 de novembro para as solicitações.

UPE divulga gabaritos da 3ª etapa do SSA 2020
Mais de 12 mil candidatos da terceira etapa se inscreveram na seleção, mas mais de 10% faltaram às provas

UFPB terá mais de 7,8 mil vagas no SiSU 2020
Para participar do Sistema de Seleção Unificada, é necessário que o candidato tenha feito as provas do Enem 2019

Cederj publica cartão com local de prova do Vestibular 2020/1
Interessados nas mais de 7,6 mil vagas devem fazer provas no próximo domingo (24), nos polos de oferta dos cursos de graduação

PUC-SP prorroga inscrições do Vestibular de Verão 2020
O processo seletivo está marcado para o dia 1º de dezembro, em São Paulo e em Sorocaba. Os estudantes deverão produzir uma redação e responder 81 questões objetivas de conhecimentos gerais.

UFMG abre inscrições do Vestibular 2020 dos cursos com habilidades específicas
Podem participar os estudantes que fizeram a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. O prazo vai até o dia 13 de dezembro. A taxa é de R$ 205.

Gabarito da primeira fase do Vestibular 2020 da Unesp já pode ser acessado
Eram esperados nesta etapa 95.440 inscritos, mas somente 88.194 participantes compareceram, o que resultou numa abstenção de 7,6% dos candidatos.