Logo Super Vestibular

Antropologia

Curso de Antropologia forma profissionais para atuar na análise e compreensão da diversidade humana

Publicado por Silvia Tancredi
Espírito investigativo é uma das características dos antropólogos
Espírito investigativo é uma das características dos antropólogos

Estudar e compreender o homem e as relações que ele estabelece com os demais, valorizando o respeito à diversidade biológica, social e cultural. Essas são as principais atribuições dos graduados em Antropologia.

O profissional que trabalha nessa área é chamado de Antropólogo e analisa as mudanças pelas quais passa o homem e a organização social, política, econômica e cultural na qual ele está situado. Para desenvolver essa atividade, o antropólogo pode atuar nas áreas de pesquisa, acadêmica, consultoria, entre outras.

Até 2005, quase não havia cursos de graduação em Antropologia. A formação se dava no curso de Ciências Sociais, com ênfase ou habilitação em Antropologia. Em 2015, já é possível encontrar faculdades específicas da carreira. De acordo com o e-MEC, ela é oferecida nestas dez universidades brasileiras: UFF, UFSC, UFMG, UFPel, UFAM, Unilab, UFOPA, UFPB, UFRR e Unila

Público-alvo

Os futuros antropólogos devem gostar da estudar a diferença entre os homens, respeitar outras formas de dar sentido ao mundo e ter curiosidade para sair do mundo deles e entender como os outros pensam e vivem. Para isso, é necessário ter interesse pela história, capacidade de análise e interpretação e espírito investigativo. 

O curso

Nos primeiros anos, os alunos estudam disciplinas gerais, como economia, sociologia, ciência política, história e política. No restante da graduação em Antropologia, eles cursam matérias mais específicas, como cultura brasileira, etnologia, etnografia e as diversas áreas da antropologia. 

Duração média

Em média: 8 semestres (4 anos) 

Mercado de trabalho

A maioria dos profissionais costuma atuar no desenvolvimento de análises e pesquisas voltadas à sociedade humana. Nessas investigações, eles produzem conhecimento sobre as diferentes formas de organização social e o modo como populações e grupos pensam e agem sobre o mundo. Um dos tipos de pesquisas é a etnografia, a qual é baseada em longa permanência com os grupos estudados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os antropólogos também têm a opção de seguir carreira acadêmica ou trabalhar em ministérios públicos, Organizações não governamentais (Ongs), órgãos do poder executivo como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), entre outros. 

O profissional pode atuar, ainda, como consultor de empresas, realizando pesquisas de mercado, como assessor ou implantador de serviços de documentação e informação relativos ao patrimônio cultural ou na elaboração e implementação de políticas e programas públicos. 

Campos de atuação 

Ensino
(aulas para cursos de graduação, mestrado ou doutorado) 
Pesquisa
(atuação em centros de pesquisa) 
Análise
(investigação de políticas de segurança pública, saúde coletiva, direitos humanos, diversidade de gênero e sexualidade, educação, etc.) 
Consultoria
(prestação de serviços para empresas, tais como pesquisa de mercado e análise das preferências e comportamentos do consumidor)
Publicações 
(livros, artigos, ensaios, comunicações em congressos, entre outros)
Elaboração de políticas públicas
(formulação, gestão e crítica dessas políticas, especialmente as que envolvem a diversidade cultural)

Regulamentação da profissão

A profissão ainda não é regulamentada por lei. 

Remuneração média

De acordo com pesquisa da Catho, a média salarial é de R$ 3.602,72. Segundo a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), o antropólogo pode ganhar também por hora e atividade. Veja nesta tabela o valor médio.

Exigências para exercício da profissão

Embora a profissão não seja regulamentada por lei, a ABA reconhece como antropólogo pleno quem tem mestrado em Antropologia. Para atuar no campo acadêmico, é necessário ter, pelo menos, pós-graduação.

*Colaboração: Daniel Schroeter Simião, Coordenador da Comissão de Educação Ciência e Tecnologia da Associação Brasileira de Antropologia (ABA)

Veja também

Inep registra mais de 320 mil pedidos de isenção de taxa no Enem 2020
O prazo segue aberto até o dia 17 deste mês. Vale lembrar que o prazo para solicitar isenção para o Enem provas tradicionais e para o Enem Digital é o mesmo.

Veja datas dos Vestibulares 2021 da Unicamp
Instituição divulgou cronograma dos processos seletivos tradicionais, via Enem, Indígena e por vagas olímpicas

Enem 2020: sistema para solicitação de isenção não está funcionando corretamente
Já no início do processo, quando solicitado o número do CPF do candidato e a data de nascimento, o estudante encontra erro, não conseguindo prosseguir no cadastro.

Inscrições para pedidos de isenção de taxa do Enem 2020 estão abertas
Os participantes precisam ter a documentação que comprove o direito à gratuidade da taxa de R$ 85. Vale lembrar que o prazo para solicitar isenção para o Enem provas tradicionais e para o Enem Digital é o mesmo.

Seleções dos Vestibulares 2020/2 do IFF estão suspensas
Instituto tomou medida devido à pandemia do novo coronavírus. Com isso, todo o cronograma está suspenso, inclusive as inscrições que seriam finalizadas na segunda (06)

UEM suspende Vestibular de Inverno 2020
A medida foi tomada respeitando as recomendações de isolamento domiciliar da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Secretários da educação pedem adiamento do Enem 2020
UNE e Ubes também acreditam que provas do maior exame educacional devem ser alteradas

Enem Digital: aplicação do novo formato será ampliado para atender as 27 unidades da Federação
A medida está entre as demandas recebidas durante o dia de ontem pelo Inep, e tem como objetivo levar o Enem Digital, para todo o Brasil.

Cederj está com inscrições abertas para o Vestibular 2020/2
Os interessados podem se inscrever até o dia 14 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 69 e poderá ser paga até o dia 15 seguinte.  

UERJ suspende calendário do 1º Exame de Qualificação (EQ) do Vestibular Estadual 2021
A UERJ comunicou ainda que um novo calendário será divulgado e, por isso, as datas anunciadas anteriormente deverão ser desconsideradas.

Edital do Enem 2020 é divulgado
Solicitações de isenção de taxa terão início no dia 06 de abril.

UECE terá novo prazo de inscrição do Vestibular 2020/2
Também será divulgado um novo cronograma de provas, já que o calendário atual foi suspenso devido da pandemia da covid-19.