Domínio da escrita formal na redação do Enem

O domínio da escrita formal na redação do Enem é uma das competências linguísticas avaliadas, que cobra do candidato o conhecimento da modalidade padrão da língua.

Publicado por LUANA CASTRO ALVES PEREZ em Dicas de Linguagens e Redação para o Enem

Compartilhe

Conhecer o funcionamento da língua escrita é fundamental para atender à primeira competência linguística exigida no Enem
Conhecer o funcionamento da língua escrita é fundamental para atender à primeira competência linguística exigida no Enem

Você que está se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio de 2014 já deve saber que a redação é avaliada de acordo com a obediência às cinco competências linguísticas descritas no Guia do Participante, publicação disponibilizada todos os anos para os estudantes. Entre as cinco competências, está aquela sobre a qual falaremos agora: o domínio da escrita formal na redação do Enem.

Primeira competência a ser avaliada, o domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa é imprescindível para a construção do texto. Ao longo do Ensino Médio, tomamos conhecimento das diferenças entre a linguagem coloquial e a linguagem culta, assim como aprendemos que escrita e fala são realidades diversas, portanto, devemos nos adequar aos diferentes contextos linguísticos. Enquanto na fala não existe a ideia de erro (é bom revisar o conteúdo sobre variedades linguísticas), na escrita eles não são permitidos, exceto nos casos do uso literário da linguagem. Como o tipo textual do Enem é a dissertação-argumentativa, dificilmente caberão licenças poéticas, já que esse tipo de texto cobra do candidato a defesa de uma tese de maneira mais incisiva.

Para que você fique de acordo com a escrita formal, alguns cuidados devem ser levados em consideração:

  1. Ausência de marcas de oralidade e de registro informal: Para obedecer a essa regra, é preciso evitar os vícios de linguagem livremente cometidos na fala, pois eles definitivamente não cabem na norma-padrão da língua.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  2. Precisão vocabular: Achar a palavra certa para definir um conceito ou uma ideia é fundamental para atender a esse requisito. A precisão vocabular só é atingida quando o candidato dispõe de um bom vocabulário, empregando palavras que normalmente não são utilizadas na fala.

  3. O candidato deve obedecer às regras de:

Lembre-se de que a modalidade escrita não dispõe de alguns recursos que são utilizados na modalidade oral, como o contexto interacional e a entoação (pausas da oralidade que na escrita são marcadas pelos sinais de pontuação). Portanto, para que você se adeque à primeira competência e alcance a tão sonhada nota 1.000, é importante que você conheça as diferenças entre língua escrita e falada. Bons estudos!

VEJA TAMBÉM

1 2