1. Home
  2. Enem
  3. Como é calculada a nota do Enem?

Como é calculada a nota do Enem?

Nota do Enem é calculada por meio de um método complexo, a Teoria de Resposta ao Item

Publicado por Silvia Tancredi em Enem

Compartilhe

Método para calcular a nota do Enem confunde os estudantes
Método para calcular a nota do Enem confunde os estudantes

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998 para medir o conhecimento de estudantes que concluem o ensino médio. Eles são avaliados pelo desempenho obtido em provas de quatro áreas do conhecimento (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática) e em uma redação. 

Ao todo, os alunos respondem 180 questões objetivas, sendo 45 por prova, e produzem um texto dissertativo-argumentativo. Normalmente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), organizador do exame, solta o gabarito oficial três dias depois da aplicação das provas e a pontuação definitiva dois meses depois. 

Teoria x prática

A teoria sobre as provas e a divulgação das notas do Enem parece simples, certo? Mas, na prática, muitas vezes surgem outras questões relacionadas ao cálculo das notas, aos desempenhos mínimos e máximos e, ainda, às formas de aproveitar a pontuação obtida no exame para ingressar em universidades e para fazer parte de programas específicos do Ministério da Educação (MEC).

Pensando nisso, preparamos este guia para que você, super vestibulando, tire suas dúvidas sobre as principais questões que envolvem as notas do maior exame educacional do Brasil.

Como posso calcular as notas? 

As notas somente podem ser calculadas pelo Inep. O que sabemos é que elas são mensuradas pelo sistema de avaliação Teoria de Resposta ao Item (TRI), que é considerada a metodologia mais avançada para medir o conhecimento dos alunos e o comportamento deles na hora do exame. 

Como é feita a avaliação pelo sistema TRI?

Por meio desse sistema, os participantes do Enem não são avaliados somente pela quantidade de acertos em todas as quatro provas, mas também pelos parâmetros (características) de cada um dos itens e pelo padrão de resposta de cada inscrito. 

Em linguagem simples, quanto mais participantes acertarem uma questão, menor é a pontuação atribuída a ela. Se o estudante acertar questões que poucos acertaram, sua nota será maior. No entanto, se o participante acertar poucas questões consideradas difíceis pelo Inep, a TRI entende que o estudante “chutou” e atribuiu uma pontuação menor para a questão. Complexo, não? Por isso é impossível o participante calcular sua nota, pois não tem como saber quais as questões consideradas difíceis e quais as fáceis. 

Esse sistema também explica os casos em que um estudante que acertou menos questões conseguiu uma maior do que outro que acertou mais itens.

Então, como é medido o resultado do Enem?

Diferentemente dos vestibulares, cujo resultado costuma ser medido pela soma das notas de todas as provas, no Enem não é aplicada essa regra. Neste caso não há resultado e aprovados; os alunos somente têm acesso às médias obtidas nas quatro avaliações, cujo cálculo é feito pelo sistema TRI. No caso da redação, as notas variam entre zero e mil.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Saiba como é corrigida a redação do Enem

Quais são as notas mínimas e máximas do Enem?

Não existe uma regra, pois os valores variam conforme as características dos itens de cada edição do exame. Na edição de 2018, por exemplo, a menor nota foi 318,8 (Linguagens e Códigos) e a maior 996,1 (Matemática e suas tecnologias). 

Veja abaixo as notas de todas as áreas do conhecimento do Enem 2017 e 2018:

Provas ENEM 2017 ENEM 2018
Nota Mín. Nota Máx. Nota Mín. Nota Máx.
Linguagens e Códigos 299,6 788,8 318,8 816,9
Ciências Humanas 307,7 868,3 387,2 850,4
Ciências da Natureza 298,0 885,6 362,5 869,6
Matemática 310,4 993,9 360,0 996,1

Como saber se o desempenho foi bom?

As médias gerais do exame costumam ser próximas a 500. Então, os participantes que conseguirem nota acima de 500 nas provas terão um desempenho positivo. Importante: a nota máxima das provas objetivas não é mil, como no caso da redação, e sim a maior nota alcançada pelos candidatos. 

Por que os estudantes precisam saber como foi o desempenho deles no Enem?

É importante que os candidatos tenham ideia de quais foram as notas obtidas no exame, pois assim poderão analisar a possibilidade de usá-las para concorrer a vagas em universidades que adotam o Enem como método de ingresso. Além do mais, ao apresentar essa pontuação, eles poderão participar de programas do MEC como o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

Para participar do SiSU, ProUni e Fies, é necessário ter um desempenho mínimo? 

SiSU: não é necessário média mínima, mas não se pode zerar a redação. É importante ressaltar que cada instituição estipula a média que considera a mais adequada para o ingresso em cada curso. Por isso, os candidatos devem ficar atentos à exigência de cada universidade.

ProUni: somente podem se cadastrar no programa os candidatos que fizeram as provas da última edição do Enem e que obtiveram, no mínimo, 450 pontos na média dos cinco testes, sem zerar a redação.

Fies: estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 somente poderão ter acesso ao financiamento se tiverem alcançado média de 450 pontos nas cinco notas do Enem, sem obter nota zero na redação. Mais detalhes nesta portaria de dezembro de 2014.

VEJA TAMBÉM

1 2
  • Mais de 1,7 mil vagas são oferecidas no Preparatório SeLigaNoEnemPB

    A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba (SEECT-PB) recebe a partir de quarta-feira, 20 de fevereiro, as inscrições para o preparatório para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) “SeLigaNoEnemPB”, para alunos egressos de escolas da rede estadual. Os interessados poderão se inscrever até o dia 10 de março.

  • Cursinho Federal de Goiás (UFG) oferta 300 vagas em 2019

    O Cursinho Federal de Goiás (CFG) recebe inscrições a partir desta quarta-feira, 20 de fevereiro, para novas turmas de 2019. Os interessados deverão se dirigir ao Centro de Aula da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ UFG) até sexta-feira, dia 22, das 8h às 12h e das 14h às 18h. 

  • UFMG solta resultado do Vestibular 2019

    A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) liberou na tarde de hoje, 7 de fevereiro, a relação de aprovados no Vestibular 2019.

  • Cursinho Popular de Hortolândia (SP) está com inscrições abertas

    O cursinho Pré-vestibular Popular Orientação para Vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ofertado pela Prefeitura de Hortolândia, em São Paulo, esá recebendo inscrições para novos participantes até o dia 1º de março.Os interessados podem se inscrever pelo site da Prefeitura, gratuitamente.

  • Divulgada a 4ª chamada do Vestibular 2019 da Unesp

    A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou nesta segunda-feira, 18 de fevereiro, a 4ª  chamada do Vestibular 2019. Os convocados deverão fazer as matrículas online entre as 10h de hoje até as 18h de amanhã (19). Será necessário fazer o upload da documentação listada no Manual do Candidato.

  • Resultado do Vestibular 2019 da Unifei (MG) é liberado

    A Universidade Federal de Itajubá (Unifei), em Minas Gerais, soltou na tarde de hoje, a lista de aprovados no Vestibular 2019 dos cursos de Engenharia