Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Bolsas de Estudos
  3. ProUni
  4. FAQ do ProUni – Respondendo suas dúvidas

FAQ do ProUni – Respondendo suas dúvidas

Saiba quem pode concorrer as bolsas de estudo oferecidas pelo ProUni e quais as principais dúvidas.

Publicado por Letícia Oliveira
Estudantes ainda apresentam dúvidas sobre o Programa Universidade para Todos (ProUni).
Estudantes ainda apresentam dúvidas sobre o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Criado em 2004 pelo Governo Federal, o Programa Universidade Para Todos (ProUni)  oferece bolsas de estudo integrais e parciais de 50% para cursos de graduação e sequenciais em instituições particulares de ensino superior. Mesmo depois de dez anos de criação, as dúvidas sobre o programa ainda são recorrentes. Saiba quais condições para ser um beneficiado e veja as principais dúvidas: 

- Quando abre inscrição para o ProUni?
Os candidatos podem se inscrever duas vezes por ano, geralmente em janeiro e junho. 

- Posso participar do ProUni sem ter feito o Enem?
Não. O Programa Universidade para todos (ProUni) oferta bolsas de estudo integrais e parciais de 50% usando como critério de seleção o desempenho do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Portanto, não é possível se inscrever no programa sem que o candidato tenha feito o exame.

- Posso usar qualquer edição do Enem? 
Para concorrer a oferta inicial de bolsas que acontece todo semestre são aceitas somente as notas do último exame. Já para vagas remanescentes, são aceitas notas de exames feitos a partir de 2010.

- Que nota tenho que tirar no Enem para participar do ProUni?
Para participar de qualquer edição do ProUni é necessário que a média das notas nas provas do Enem seja igual ou superior a 450 pontos, sem ter zerado a redação. Para calcular a média, basta somar as notas das cinco provas (Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Redação, Ciências da Natureza e Ciências Humanas) e dividir o resultado por cinco.

- Quem já tem curso superior pode participar do ProUni?
Não. Podem participar do ProUni somente estudantes que ainda não possuam diploma de curso superior.

- Qual a renda máxima do ProUni?
Para concorrer a bolsas integrais o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para bolsistas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. 

- O que acontece se minha renda aumentar? Perco a bolsa?
Os bolsistas do ProUni não precisam comprovar a renda a cada semestre, mas se a renda aumentar substancialmente a recomendação é avisar o Ministério da Educação (MEC), que tomará a decisão sobre o cancelamento ou não da bolsa. O MEC pode investigar a renda do bolsista a qualquer momento e, caso seja comprovada alguma irregularidade, o estudante perde a bolsa. Qualquer pessoa também pode denunciar irregularidades no ProUni, pelo telefone 0800 616161.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Como saber se minha faculdade tem convênio com o ProUni?
O candidato pode pesquisar as instituições e cursos com bolsas ao acessar o sistema de inscrição nesta página.

- O que acontece se o curso não formar turma?
Quando não houver formação de turma no curso em que o candidato conseguiu a bolsa, ele ainda poderá concorrer às bolsas de uma outra instituição na próxima chamada, na lista de espera ou na seleção de bolsas remanescentes. Algumas faculdades dão a possibilidade do bolsista se matricular no semestre seguinte, mas se não formar turma novamente o estudante perde a bolsa.

- Quem pode concorrer às bolsas remanescentes?
Podem concorrer a bolsas remanescentes candidatos que tenham feito a inscrição, em todas as suas opções, em cursos com registro de não formação de turma e, ainda, professores da rede pública, no exercício do magistério da educação básica e que integrem o quadro de pessoal permanente da instituição. Além dos candidatos que tenha feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 e tenham obtido média maior que 450. 

- Como saber se fui selecionado para as bolsas remanescentes?
Após realizar a inscrição o candidato terá alguns dias para apresentar a documentação comprobatória na instituição de ensino, o resultado será liberado no dia seguinte pelo próprio sistema de inscrição do ProUni.

- Posso levar a bolsa comigo para outra faculdade?
Sim, mas antes é preciso conferir se a nova faculdade possui convênio com o ProUni. Se possuir, as instituições de origem e de destino precisam estar de acordo com a transferência. Além disso, é preciso que exista vaga no curso para o qual o estudante deseja se transferir.  

- Posso ter outra bolsa se conseguir a bolsa parcial do ProUni? 
Não, é vedado o acumulo de bolsas mantidas com recursos públicos, de quaisquer esferas federativas. Entretanto, o aluno que possui bolsa parcial pelo ProUni pode custear o restante da mensalidade pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), sem apresentação de fiador. 

- Quanto tempo tenho para formar sem perder a bolsa?
Os beneficiados, seja por bolsa integral ou parcial, terão sempre duas vezes o período do curso para se formar. Por exemplo, se o curso tiver 5 anos o estudante terá até 10 anos para concluir o curso. Contudo, os estudantes precisam a cada semestre ter no mínimo 75% de aproveitamento da grade curricular. 

Assista às nossas videoaulas

Veja também

Enem 2020: inscritos com Coronavírus poderão solicitar reaplicação das provas
Poderá fazer solicitação quem estiver com Covid-19 e outras doenças infectocontagiosas até um dia antes das provas, marcadas para 1º e 8 de novembro

São Paulo: abertas inscrições para Vestibular 2020/2 de Medicina da USCS
Processo seletivo que oferece 60 vagas em São Caetano do Sul está marcado para dia 21 de junho

Inep registra mais de 320 mil pedidos de isenção de taxa no Enem 2020
O prazo segue aberto até o dia 17 deste mês. Vale lembrar que o prazo para solicitar isenção para o Enem provas tradicionais e para o Enem Digital é o mesmo.

Veja datas dos Vestibulares 2021 da Unicamp
Instituição divulgou cronograma dos processos seletivos tradicionais, via Enem, Indígena e por vagas olímpicas

Enem 2020: sistema para solicitação de isenção não está funcionando corretamente
Já no início do processo, quando solicitado o número do CPF do candidato e a data de nascimento, o estudante encontra erro, não conseguindo prosseguir no cadastro.

Inscrições para pedidos de isenção de taxa do Enem 2020 estão abertas
Os participantes precisam ter a documentação que comprove o direito à gratuidade da taxa de R$ 85. Vale lembrar que o prazo para solicitar isenção para o Enem provas tradicionais e para o Enem Digital é o mesmo.

Seleções dos Vestibulares 2020/2 do IFF estão suspensas
Instituto tomou medida devido à pandemia do novo coronavírus. Com isso, todo o cronograma está suspenso, inclusive as inscrições que seriam finalizadas na segunda (06)

UEM suspende Vestibular de Inverno 2020
A medida foi tomada respeitando as recomendações de isolamento domiciliar da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Secretários da educação pedem adiamento do Enem 2020
UNE e Ubes também acreditam que provas do maior exame educacional devem ser alteradas

Enem Digital: aplicação do novo formato será ampliado para atender as 27 unidades da Federação
A medida está entre as demandas recebidas durante o dia de ontem pelo Inep, e tem como objetivo levar o Enem Digital, para todo o Brasil.

Cederj está com inscrições abertas para o Vestibular 2020/2
Os interessados podem se inscrever até o dia 14 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 69 e poderá ser paga até o dia 15 seguinte.  

UERJ suspende calendário do 1º Exame de Qualificação (EQ) do Vestibular Estadual 2021
A UERJ comunicou ainda que um novo calendário será divulgado e, por isso, as datas anunciadas anteriormente deverão ser desconsideradas.