Home Orientação Vocacional Qual a minha área?

Qual a minha área?

Saber se gosta mais de Ciências Humanas, Exatas ou Biológicas ajudará o estudante a definir a escolha do seu curso.

Publicado por Érica Caetano em Orientação Vocacional

Compartilhe

Saber qual das três ciências o estudante gosta mais o ajudará na definição do curso para prestar vestibular
Saber qual das três ciências o estudante gosta mais o ajudará na definição do curso para prestar vestibular

No ano de preparação para o vestibular, muitos estudantes ficam confusos quanto à escolha do curso em que desejam ingressar. A dúvida cresce ainda mais quando os processos seletivos se aproximam. Esse tipo de reação é mais do que natural, afinal de contas, esta é uma escolha muito importante a ser tomada, já que o que está em jogo é a escolha da carreira profissional.

Na maioria das vezes, precisamos tomar essa decisão prematuramente, quando ainda estamos muito novos e milhares de dúvidas permeiam nossas cabeças. Para facilitar essa escolha e clarear parte dessas inseguranças, uma boa forma de começar é observando quais são as disciplinas que mais te chamam a atenção no decorrer das aulas; quais são aquelas matérias em que mais gosta das aulas e dos conteúdos; quais exercícios você considera mais prazerosos de serem feitos. Comece a fazer essas perguntas. A partir das respostas será possível identificar qual área você possui maior aptidão, se é de ciências exatas, humanas ou biológicas.

Aqueles estudantes que têm interesse pelas disciplinas de matemática, física ou química possuem claramente maior habilidade com a área de exatas. Portanto, recomenda-se que escolham profissões ligadas a esta área, como o curso de Engenharia. Já para aqueles que preferem as matérias de história, literatura, geografia e português é indicado que escolham cursos da área de humanas. Comunicação Social, Psicologia e Direito são algumas das opções. Os estudantes que se identificam com questões de biologia e fisiologia, além de fenômenos da natureza devem optar pela área de biológicas, como os cursos de Enfermagem e Medicina.

Tomando essas medidas, as escolhas podem se tornar mais claras e menos complicadas, já que algumas preferências foram sinalizadas. Vale lembrar que cada pessoa tem uma personalidade diferente da outra e que as preferências nas áreas também diferem muito. Uma escolha mal pensada pode acarretar em grandes frustrações.

O aluno terá muito mais prazer em estudar e, consequentemente, dedicar-se se realmente escolher a área que mais condiz com o seu perfil. Como citado anteriormente, procure perceber durante as aulas quais são as matérias que mais lhe interessam. Essas observações podem ser o primeiro passo para a escolha da profissão certa.

 

VEJA TAMBÉM

1 2