Home Notícias UFMA aprova bônus nas notas do Enem de alunos maranhenses

UFMA aprova bônus nas notas do Enem de alunos maranhenses

A reitora da Universidade dará continuidade ao processo para encaminhamento da proposta de implantação da política para a PROGF

Publicado por Érica Caetano em 10 de Outubro de 2017 às 11:30 em Notícias

Compartilhe

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), aprovou ontem, dia 09, por unanimidade, a política educacional afirmativa que dispõe sobre o ingresso qualificado de estudantes de escolas públicas e privadas do Maranhão à Universidade.

Com isso, esses estudantes terão o acréscimo de 20% nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2018. O acréscimo valerá para todos os alunos que tenham cursado o 9º ano do ensino fundamental e o 1º, 2º e 3º anos do ensino médio em escolas públicas ou privadas do Maranhão, e que escolham algum curso de graduação da UFMA, em quaisquer dos campi. 

A medida visa diminuir a exclusão de estudantes maranhenses do processo de Seleção Unificada (SISU), além da evasão de candidatos aprovados naturais de outros estados do país que, após os primeiros períodos de graduação na UFMA, acabam abandonando a vaga. 

Bônus em outras universidades

A iniciativa aprovada pela UFMA não é inédita. Outras universidades federais já adotaram bônus para moradores do estado ou da respectiva região. A Universidade Federal do Pará (UFPA) foi a primeira a aderir, para todos da região Norte.

Na UFPA acontece da seguinte forma: o sistema do SiSU, durante o período de inscrições, disponibiliza a funcionalidade que possibilita o acesso ao bônus de 10% aos candidatos às vagas da Univeridade que cursaram todo o ensino médio nos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, caso seja de sua vontade utilizar deste benefício.

Na Universidade Federal do Pampa (Unipampa), no Rio Grande do Sul, foi estentida a abrangência das cotas regionais para 44 municípios. Com isso, quem cursou o ensino médio no sudoeste e no sudeste do estado pode receber 20% de bônus na nota no Enem, sem o direito de acumular a outras cotas.

Geralmente, os bônus destinam-se a vagas de ampla concorrência. Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), há 40 vagas para estes candidatos. Aqueles que se inscreverem para uma delas após terem concluído o ensino médio em escolas públicas ou privadas de microrregiões próximas à instituição poderão atribuir 20% de bônus na média do Enem.

As Universidades Federais do Amazonas (UFAM), Pernambuco (UFPE) e Alagoas (UFAL),  utilizam a bonificação para os estudantes que pretendem ingressar no curso de Medicina, podendo o bônus variar entre 5% e 20%. 

Diminuir evasão e estimular o ingresso

Segundo o Ministério da Educação (MEC), as universidades têm autonomia para oferecer o benefício. As instituições de ensino afirmam que existe uma grande quantidade de candidatos de outras regiões que acabam por abandonar o curso no decorrer do mesmo, por estarem residindo muito distante dos locais de aula, fazendo com que estas vagas acabem ficando ociosas. 

Com o bônus, as Universidades têm a expectativa de estimular o ingresso da população de determinada região ao ensino superior e evitar desistências.

VEJA TAMBÉM

1 2