Home Notícias Enem 2013 será aplicado para cerca de 30 mil privados de liberdade

Enem 2013 será aplicado para cerca de 30 mil privados de liberdade

Aplicação do Exame segue até amanhã, dia 04, nos estabelecimentos prisionais e unidades socioeducativas. Maioria deseja certificação do ensino médio.

Publicado por Wanja Borges em 03 de Dezembro de 2013 às 05:00 em Notícias

Compartilhe

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplica nesta terça e quarta-feira, dias 03 e 04 de dezembro, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 em estabelecimentos prisionais e unidades socioeducativas. Diferentemente do Enem tradicional, as provas serão aplicadas em dias úteis nos presídios, já que as visitas ocorrem nos finais de semana. Este ano, 30.341 pessoas privadas de liberdade se inscreveram, 28,2% a mais do que o ano passado.

Na ocasião, os candidatos serão condicionados à prova de redação e quatro provas objetivas contendo 45 questões cada. Hoje, serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos. Amanhã, os participantes serão condicionados às provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Mais de 20 mil privados de liberdade se inscreveram com o objetivo de obter certificação do ensino médio. O Enem também pode ser usado pelos candidatos como forma de ingresso no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU); no particular, com as bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni); e no técnico, pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Os gabaritos devem ser disponibilizados até 09 de dezembro. Já o resultado será liberado para os responsáveis pedagógicos, que também ficarão responsáveis por pleitear sua certificação ou participação no SiSU, dentre outros. O Edital com as orientações e especificidades do Exame foi publicado na página 77, seção 3 do Diário Oficial da União de 23 de setembro. 

VEJA TAMBÉM

1 2