Home Intercâmbio Antes de viajar Fazer um check-list

Fazer um check-list

A elaboração de um check-list é fundamental. Devido à quantidade de itens para organizar, é inviável confiar totalmente na memória.

Publicado por Érica Caetano em Antes de viajar

Compartilhe

Confiar na memória antes de viajar nem sempre é um bom negócio, por isso fazer um check-list ajuda muito
Confiar na memória antes de viajar nem sempre é um bom negócio, por isso fazer um check-list ajuda muito

Decidiu fazer intercâmbio no exterior e já providenciou tudo que é necessário para a sua viagem. Mas, você está realmente seguro de que não está se esquecendo de nada? Caso tenha batido aquela dúvida, não se preocupe, é por isso que existem os famosos check-list. Com ele, é possível listar tudo que é necessário lembrar, seja para incluir na bagagem, na documentação que não pode ficar de fora da carteira, a papelada e os documentos que precisam estar à mão para a apresentação na alfândega, dentre outros.

Separamos um modelo de check-list para os participantes de programas de intercâmbio, no que se refere aos itens que necessitam ser providenciados para a viagem. Confira:

 

- Passaporte

Ao decidir viajar para fora do país, a primeira coisa a se fazer depois de resolver o destino, o que fará no local (estudar, trabalhar, estágio etc.) e o período de estadia é providenciar o passaporte. Se já possui, é necessário verificar a sua validade. Caso esteja vencido, é preciso tirar outro o mais rápido possível. Alguns países exigem que o passaporte tenha no mínimo 6 meses de validade para emitir o visto. Então, fique atento. Sem passaporte, tudo fica mais complicado. Priorize esse item.

- Vacinas

Dependendo do destino da viagem, é necessário comprovar a imunização a algumas doenças. Países como Chile, Austrália, África do Sul, Bolívia, Malta, Equador, Guatemala, Peru e Venezuela exigem a comprovação, por exemplo, da vacina contra a febre amarela. Para não ter nenhum contratempo, confira com antecedência através do site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se o país para o qual irá viajar tem alguma exigência quanto a esse tipo de imunização. Além disso, é necessário também ter em mãos o Certificado Internacional de Vacinação. No site da Anvisa, é possível obter todas as informações referentes a esse certificado.

- Dinheiro

Aconselha-se não levar dinheiro em espécie nesse tipo de viagem. Atualmente, a melhor maneira de levar dinheiro durante a estadia de intercâmbio é através de cartões chamados Travel Money. Com eles, é possível recarregar a quantia que desejar. Ele também possibilita sacar dinheiro em caixas eletrônicos em todo o mundo. O cartão funciona como um cartão de débito e cobra uma taxa de US$ 2,50 por operação, sem percentual sobre o valor do saque. Além de ser prático, é uma forma mais segura de manusear o dinheiro.

- Bagagem

Antes mesmo de começar a fazer as malas, o ideal é conferir com a companhia aérea o peso máximo permitido das bagagens. Após a conferência, procure se informar sobre as condições climáticas do local de destino na época em que for viajar. Assim, será possível levar roupas adequadas ao clima e a estação do país. Confira o que é e o que não é permitido levar dentro da mala, principalmente no que se refere a alimentos. E claro, não deixe sua bagagem sem identificação, com contatos inclusive de alguém do Brasil.

- Carteiras de Estudante

Caso a viagem tenha como objetivo estudo, é importante tirar a carteira de estudante. Com ela é possível obter descontos, desde restaurantes a academias. A carteira também oferece descontos em passes de trem ou ônibus.

- Seguro Viagem

Item imprescindível para quem vai passar uma temporada no exterior é o chamado seguro viagem. Apesar de muito importante, poucos são os que lembram e dão importância a ele. Portanto, não deixe esse componente de fora do seu check-list, pois nunca se sabe quando um acidente pode acontecer. Para não correr risco, é bom providenciar logo. Existem alguns planos de saúde que cobrem despesas médicas obtidas no exterior. Mas, para não sofrer nenhum contratempo, confira antes se o que você possui oferece esse serviço. Alguns países solicitam a comprovação do seguro viagem logo ao desembarcar. Isso pode ocorrer mesmo em países que não exigem visto para a entrada de brasileiros. Procure se informar se o seu destino tem a exigência da apresentação do seguro saúde.

- Voos

Lembre-se sempre de que podem ocorrer alterações de última hora com voos e com aeroportos. Por isso, confirme seu voo 48 horas antes do embarque. O aconselhável para voos internacionais é chegar ao aeroporto com 3 horas de antecedência. Outra dica importante é registrar seus produtos eletrônicos na Receita Federal dentro dos aeroportos antes de viajar. Fazendo isso, você evita qualquer possível transtorno com a alfândega, que pode afirmar que os produtos foram adquiridos no exterior.

- Autorização de Viagem

Caso o participante do programa de intercâmbio seja menor de 18 anos, é necessário apresentar autorização do pai e da mãe ou responsável para viajar. O documento precisar ser reconhecido em cartório e, muitas vezes, necessita da autorização de um juiz.

 

Tomando essas providências, você não terá nenhum transtorno nos processos de organização antes do acontecimento da viagem, não esquecerá nada e poderá curtir cada momento da nova experiência!

VEJA TAMBÉM

1 2