Psicopedagogia

Ambiente escolar é a área que mais emprega o profissional de Psicopedagogia, mas não é a única

Publicado por Letícia de Oliveira Januário em Ciências Humanas

Compartilhe

O profissional atua de maneira preventiva para propiciar estratégias e ferramentas que possibilite facilitar o aprendizado.
O profissional atua de maneira preventiva para propiciar estratégias e ferramentas que possibilite facilitar o aprendizado.

A Psicopedagogia é uma área interdisciplinar de conhecimento que se insere no campo da Saúde e da Educação e lida com as dificuldades e transtornos que impossibilitam pessoas, em todas as fases da vida, ao processo de aprendizagem. 

Em outras palavras, a Psicopedagogia é o campo de estudo que busca decifrar como acontece o processo de construção de conhecimento nos indivíduos. Assim, ela se propõe a identificar os pontos que possam travar o conhecimento e trabalha de maneira preventiva para evitá-los. 

Público-alvo
Ter boa capacidade para ouvir e assimilar fatos. Essas são duas das principais características que devem ser adotadas pelos psicopedagogos. Descrição, imparcialidade, ética e equilíbrio emocional também são importantes no exercício da profissão. 

O curso
Para se tornar um profissional da área existe dois caminhos, o primeiro é ser graduado em Psicologia ou Pedagogia e fazer especialização em Psicopedagogia, o que pode levar até oito anos para o termino dos estudos. Já a segunda opção é cursar a Psicopedagogia, que em algumas universidades já é oferecido como bacharelado e tem duração de quatro anos.

A grade curricular apresentada é composta por matérias básicas como Português, Filosofia, Biologia e também de matérias mais especificas como Introdução à Psicopedagogia, Cognição e Aprendizagem, Relações Familiares e Aprendizagem, Bases Neurológicas e Psicopedagógicas, Neuropatologia e Psicologia da Educação.

Duração média
6 à 8 semestres

Mercado de Trabalho
Grande parte das vagas para este profissional ainda está concentrada em instituições de ensino, mas vários setores necessitam do profissional psicopedagogo. O bacharel pode atuar, por exemplo, em clínicas médicas ou de psicologia, empresas públicas e privadas e hospitais. As regiões Sul e Sudeste são os maiores empregadores. Em 2013, a Prefeitura de São Paulo sancionou uma lei que implanta nas escolas de ensino médio e fundamental da rede municipal o serviço de psicopedagogia. 

Campus de Atuação

Área Clínica
Atuar de forma preventiva e terapêutica, em conjunto com profissionais da Saúde, como psicólogos e fonoaudiólogos, mediando o processo de recuperação do paciente.
Instituições de Ensino
Diagnosticar problemas que levam ao desinteresse e abandono da escola pelos alunos e criar um plano pedagógico que facilite a aprendizagem.
Empresas
Atuar dentro de empresas públicas e privadas analisando e orientando os funcionários no processo de aprendizagem da função.

Regulamentação da profissão
Regulamentada pela portaria Nº 987 de 01/12/2008, publicada pelo DOU em 03/12/2008
 
Remuneração média
Salário inicial: R$ 2.500 

Exigências para exercício da profissão
Graduação em Psicopedagogia
Formação em Pedagogia ou Psicologia com especialização em Psicopedagogia.

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como Psicopedagogo? Conte-nos através do e-mail contato@supervestibular.com.

VEJA TAMBÉM

1 2