Odontologia

Odontologia é tida como a ciência que cuida da saúde e estética da boca.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Biológicas

Compartilhe

Para atuar na área de Odontologia, profissional deve ter habilidade com as mãos
Para atuar na área de Odontologia, profissional deve ter habilidade com as mãos

Conhecida como a ciência que cuida da saúde e estética da boca, a Odontologia tem tido um papel relevante na recuperação da autoestima de muitas pessoas. Restaurações, extrações, limpezas, próteses e cirurgias integram o trabalho do odontólogo, popularmente conhecido como dentista. Responsável por resgatar sorrisos, é ele quem atua na prevenção, tratamento e reabilitação de doenças bucais. 

Rodeada de diferentes especialidades, a prática odontológica pode ser realizada, atualmente, com o auxílio de outros seis métodos alternativos: acupuntura, fitoterapia, terapia floral, hipnose, homeopatia e laserterapia. O atual procedimento, elogiado por grande parte dos pacientes, visa oferecer um tratamento mais integral e humanista para quem recorre ao profissional.  

 

Público-alvo
Responsável pela manutenção, prevenção, recuperação e promoção da saúde bucal, o odontólogo, além de gostar de biologia, também precisa ser habilidoso com as mãos e ter sensibilidade estética. Além disso, também é aconselhável que o profissional seja detalhista, dedicado, sensível, perseverante, paciente, tenha bom relacionamento e esteja em constante aperfeiçoamento. Interessados em melhorar a saúde e a autoestima das pessoas veem na Odontologia uma boa opção de profissão.

 

O curso
A graduação em Odontologia é composta, prioritariamente, por matérias de ciências biológicas. Geralmente, disciplinas generalizadas são ministradas nos primeiros módulos do curso, a exemplo de ciências sociais, anatomia, bioquímica, genética, histologia, fisiologia, farmacologia etc. Já as matérias profissionalizantes, como dentística, endodontia, cirurgia, traumatologia, dentre outras, são divididas na grade curricular da graduação. Aulas práticas também são fornecidas no final do curso a fim de introduzir a prática cotidiana aos graduandos. 

 

Duração média 
Bacharelado – 8 a 10 semestres

 

Mercado de Trabalho
A quantidade de odontólogos graduados é cada vez mais destoante da oferta de vagas. Tal problemática, além de acarretar em disputa no mercado, também exige maior dedicação e especialização do profissional. Nesse sentido, se manter informado, além de ter um título de especialização pode ser considerado como um diferencial na disputa a uma vaga. Para recém-formados, o mais aconselhável é a inserção no setor público, já que consultórios particulares demandam alto investimento. 

 

Formas de Atuação
O profissional graduado em Odontologia tem a possibilidade de atuar como professor em universidades; funcionário público em programas sociais do governo, a exemplo do Programa Saúde da Família, e cirurgião-dentista no Sistema Único de Saúde. Grande parte dos profissionais se dedica à odontologia clínica, em consultórios particulares, o que torna a área uma das mais competitivas do mercado. Contudo, o setor público continua concentrando um número significativo de oportunidades. As vagas para odontólogos nas Forças Armadas, assim como em setores de saúde de prefeituras e governos estaduais, comprovam essa demanda. 

 

Campos de Atuação 
Bucomaxilofacial
(atuação em blocos cirúrgicos, pequenas e grandes cirurgias, pesquisa de diferentes casos que envolvam a face etc.) 

Clínica geral
(restauração e extração de dentes, implantação de próteses etc.) 

Dentística restauradora
(restabelecimento da forma e função dos dentes, clareamento e correção da estética etc.) 

Endodontia
(alterações na polpa e na raiz dos dentes etc.) 

Estomatologia
(diagnóstico e tratamento de doenças da boca etc.) 

Implantodontia
(realização de cirurgias e próteses isoladas, parciais ou completas (dentaduras) nos maxilares, utilização de implantes etc.) 

Odontogeriatria
(cuidado da saúde bucal do idoso etc.) 

Odontologia legal
(diagnóstico clínico e perícia judicial, elaboração de atestados e laudos técnicos, identificação de cadáveres pela arcada dentária etc.) 

Patologia bucal
(exame laboratorial para identificação de doenças etc.) 

Periodontia
(tratamento das gengivas e dos ossos, sustentação aos dentes, cirurgias, raspagens etc.)

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 5.081, de 24 de agosto de 1966

 

Quantidade média de profissionais
400 mil profissionais no Brasil em 2012

 

Remuneração média
R$ 1,3 mil a R$ 2,5 mil para profissionais recém-formados 

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Odontologia;
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Odontologia.

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como odontólogo ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2