Nutrição

Nutrição estuda a relação, excesso e/ou déficit de nutrientes dos alimentos no corpo humano.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Biológicas e da Saúde

Compartilhe

Profissional graduado em Nutrição deve saber aliar alimentação saudável com sabor, equilíbrio e apresentação
Profissional graduado em Nutrição deve saber aliar alimentação saudável com sabor, equilíbrio e apresentação

Pesquisar, orientar e controlar a alimentação dos pacientes, seguindo dados de exames feitos por eles. Essa é uma das principais competências do nutricionista, profissional que estuda a relação dos nutrientes dos alimentos no corpo humano, tendo em vista as substâncias em deficiência ou em excesso no organismo. Com formação generalista e vasta possibilidade de atuação em diversos segmentos do mercado, o profissional coordena programas de alimentação e nutrição em empresas, define o cardápio das refeições, orienta e prescreve dietas individuais, seleciona fornecedores e matérias-primas, supervisiona a preparação dos alimentos, dentre outras. 

Mesmo tendo domínio das características dos alimentos, não é obrigatório que o nutricionista saiba cozinhar. Ele deve, acima de tudo, aliar alimentação saudável com sabor, equilíbrio e apresentação. Outra curiosidade interessante é que este profissional trabalha diretamente com pacientes de todas as idades, já que sua missão é contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas. Atualmente, com as demandas de saúde, a carreira do nutricionista conta com novos horizontes de mercado, a exemplo da nutrição esportiva ou desenvolvimento de produtos. Entretanto, áreas como nutrição social, clínica e alimentação coletiva continuam concentrando grande parte das oportunidades. 

 

Público-alvo
Para atuar na área de nutrição, é desejável que o profissional se identifique com a área de saúde e alimentação e tenha curiosidade em saber a composição dos alimentos e seu destino no organismo. Metodologia, garra, dinamismo, comprometimento, empreendedorismo, raciocínio rápido e facilidade de lidar com as pessoas também são características ímpares para o bom exercício da profissão. Além disso, é primordial dominar conceitos básicos de medicina, psicologia, biologia e química e se manter atualizado sobre novidades da área. 

 

O curso
Disciplinas como biologia, anatomia humana, antropologia social, psicologia, bioquímica, fisiologia, biofísica, imunologia, dentre outras, integram a grade curricular do curso de nutrição. Além disso, outras matérias específicas, como qualidade nutricional dos alimentos, educação e higiene alimentar, técnicas de preparo e conservação, também são oferecidas. Algumas universidades oferecem ainda aulas de idiomas. 

 

Duração média 
Bacharelado – 8 a 10 semestres 
Técnico – 6 semestres 

 

Mercado de Trabalho
Dois fatores vêm sendo primordiais para o fortalecimento do segmento de nutrição: a busca frequente por saúde e beleza e o crescimento da quantidade de pessoas que se alimentam fora do lar. As duas situações exigem a adoção de hábitos mais saudáveis, trabalho que pode ser coordenado por um nutricionista. O profissional também pode atuar em restaurantes, lanchonetes, padarias, supermercados e escolas com assessoria e consultoria.  O segmento de alimentação coletiva também oferece considerável oferta de vagas. Além disso, programas sociais do governo federal costumam demandar nutricionistas para integrar suas equipes. Contudo, a área clínica ainda é o principal empregador. 

 

Formas de Atuação
O profissional graduado em nutrição pode atuar em diferentes funções e estabelecimentos, como acompanhamento de tratamentos em clínicas de estética, análise do progresso dos pacientes em spas e academias e, ainda, cuidado da alimentação e do cardápio dos funcionários em empresas. 

 

Campos de Atuação 
Administração
(supervisão e gerenciamento da produção de alimentos em indústrias alimentícias, refeições em cozinhas industriais, hospitais, restaurantes de empresas comerciais, creches, escolas, asilos, spas, hotéis, empresas de serviço de bufês e congelados etc.) 

Catering
(elaboração de cardápios para empresas diversas, como companhias aéreas e produtoras de cinema e TV ou de espetáculos teatrais etc.) 

Controle nutricional
(criação de cardápios balanceados para todos os tipos de cliente etc.)

Desenvolvimento de produto
(pesquisa e desenvolvimento de produtos para a indústria alimentícia, aplicação de testes culinários, degustação dos pratos, consultoria a empresas do setor de alimentos etc.) 

Esportiva 
(acompanhamento nutricional de atletas de alto rendimento, consultoria em academias para não atletas etc.)

Gastronomia
(controle da qualidade da cozinha e as condições de higiene de restaurantes, elaboração de cardápios etc.) 

Nutrição clínica
(prescrição de dietas a pacientes de hospitais, clínicas, instituições de longa permanência, ambulatórios e consultórios, adaptação de alimentação aos tratamentos clínicos, formulação de dietas de emagrecimento e para qualquer tipo de patologia, promoção da reeducação alimentar, gerenciamento de bancos de leite humano e lactários etc.) 

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 8.234, de 17 de setembro de 1991.

 

Quantidade média de profissionais
Cerca de 60 mil profissionais no Brasil em 2012

 

Remuneração média
R$ 1.233 para profissionais com jornada de trabalho de 40 horas semanais

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Nutrição;
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Nutrição.

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como nutricionista ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2