Gestão Ambiental

O estudante de Gestão Ambiental precisa ter consciência de sua responsabilidade perante a sociedade. Conhecimento em biologia, física e química também é muito importante.

Publicado por Érica Caetano em Graduação Tecnológica

Compartilhe

Ter conhecimento em biologia, física e química para fazer Gestão Ambiental é muito importante.
Ter conhecimento em biologia, física e química para fazer Gestão Ambiental é muito importante.

A população anda cada vez mais preocupada com as questões ambientais, mobilizando cada dia mais pessoas para a conscientização. Com o crescimento dessa preocupação, cresceu também o número de empresas prestando atenção em formas sustentáveis de lidar com seus clientes e com seus próprios colaboradores. Nesse embalo, uma área tida ainda como recente, mas que vem tendo bastante espaço, é a de Gestão Ambiental.

O profissional que atua nesse segmento promove o desenvolvimento sustentável através de projetos e técnicas naturais e não poluentes. Mais do que zelar pelo meio ambiente, ele analisa e coordena a ocupação de regiões, pode participar de projetos de tratamento de dejetos, reciclagem do lixo, aproveitamento de água da chuva, entre outros, garantindo o desenvolvimento econômico de maneira correta e sem destruir os recursos naturais. Além disso, o gestor ambiental tem como responsabilidade trabalhar junto à comunidade na educação e conscientização da preservação e recuperação ambiental.

 

Público-alvo

O estudante interessado em atuar na área precisa ser dinâmico, ágil, criativo, e claro, gostar da natureza. É importante que ele também seja observador e organizado, tenha determinação e sensibilidade para o desenvolvimento de projetos que visem questões ecológicas, sustentáveis e ligadas ao meio ambiente.

 

O curso

O aluno após a conclusão do curso se torna um administrador do meio ambiente com bagagem completa para as mais diversas áreas de atuação. Dentre as disciplinas do curso estão ciências da natureza, legislação ambiental, economia básica, tratamento e análise de dados, estudo do solo, fundamentos da ciência ambiental, meio ambiente e tecnologias, ambientes aquáticos e terrestres, monitoramento ambiental, biomas brasileiros, geologia, ecologia humana, além de aulas práticas de campo.

 

Duração média

4 a 8 semestres

 

Mercado de Trabalho

As empresas estão começando a perceber a necessidade de ter um profissional ligado à questão ambiental dentro do ambiente de trabalho. O meio ambiente está em alta e as pessoas, o governo e até as próprias empresas vêm atuando no que diz respeito à responsabilidade ambiental. Por ser um campo de trabalho muito amplo, esse profissional pode atuar com diferentes tipos de projetos ambientais, destinados aos mais diversos públicos.

 

Formas de Atuação

O gestor ambiental tem um vasto campo de atuação após a conclusão de seu curso. Dentre as atuações estão indústrias, Organizações Não Governamentais (ONGs), instituições públicas, carreira acadêmica, ou ainda, trabalhar como autônomo em empresas que prestam consultoria na área.                                                     

 

Campos de Atuação

Recuperação Ambiental

(planejamento e execução de projetos de recuperação de áreas naturais que já foram degradadas ou destruídas.)

Consultoria Ambiental

(preparação de projetos para empresas ou governo com foco em preservação e exploração sustentável do meio ambiente.)

Planejamento Ambiental

(produção de relatórios e estudos de impacto ambiental, auxiliando empresas na implantação de projetos sustentáveis de exploração da natureza.)

Certificação Ambiental

(estudo das normas internacionais de qualidade em gestão ambiental auxiliando empresas a tirarem certificados de Responsabilidade Social.)

 

Regulamentação da profissão

A profissão ainda não possui regulamentação, mas o curso atende a proposta pedagógica estabelecida na Lei Federal nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

Decreto Federal nº 5.154/04

 

Remuneração média

R$ 1,5 mil a R$ 2,5 mil para profissionais recém-formados

 

Exigências para exercício da profissão

Diploma de conclusão de curso superior tecnológico em Gestão Ambiental. Ainda não há um conselho a nível federal deste curso, mas os profissionais podem obter o registro profissional através dos Conselhos Regionais de Administração (CRAs), de acordo com a Resolução Normativa nº 373, de 12 de novembro de 2009.

 

A opinião de quem entende

O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como gestor ambiental ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2