Geografia

Com uma visão multidisciplinar, a graduação em geografia habilita o profissional para atuar em atividades técnicas, ensino, área ambiental e muito mais.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Humanas

Compartilhe

Cartografia, Ecoturismo e Geopolítica são algumas das áreas de atuação do profissional graduado em Geografia
Cartografia, Ecoturismo e Geopolítica são algumas das áreas de atuação do profissional graduado em Geografia

Estudar o espaço reproduzido através da influência humana, levando em conta características econômicas, sociais, políticas e culturais é uma das principais competências da Geografia. Além de dominar aspectos da superfície da terra, como sol, relevo e vegetação, o geógrafo atua também com pesquisa, orientação de alunos, atividades de cartografia, planejamento e muito mais.  

Com uma vasta possibilidade de atuação no mercado de trabalho e uma formação multidisciplinar, o geógrafo vem sendo demandado ainda mais com o crescimento das áreas de construção civil e legislação ambiental. É durante a faculdade que o graduando começa a direcionar sua carreira, principalmente ao escolher entre as modalidades de licenciatura ou bacharelado para exercício da profissão. 

 

Público-alvo
Para quem se identifica com ciências e gosta de estudo, pesquisa e matemática, o curso de geografia é uma boa opção. Para atuar na área, é aconselhável que o profissional tenha capacidade de análise, raciocínio e boa memória. Além disso, é importante ser observador, objetivo, curioso e ter domínio de raciocínio abstrato e espacial. 

 

O curso
O curso é composto basicamente por disciplinas de geografia geral, física e humana. No início, o aluno conta com exposições de temáticas generalizadas, a exemplo de sociologia, antropologia e economia brasileira. Já no decorrer do curso, aulas sobre cartografia, sensoriamento remoto, geoprocessamento, ecologia, geociência, climatologia, hidrografia, cartografia, dentre várias outras, também são ministradas. Em algumas instituições de ensino, a escolha por bacharelado ou licenciatura é feita no vestibular. Em outras, a definição acontece nos últimos períodos do curso. Trabalhos em campo, como vistorias e levantamentos em solos, vegetações e rios também integram a grade curricular do curso. 

 

Duração média 
Bacharelado ou licenciatura – 8 semestres

 

Mercado de Trabalho
A área de licenciatura concentra boa parte das oportunidades para geógrafos. Em alguns estados, o segmento enfrenta uma séria dificuldade com a falta de docentes especializados. Já no bacharelado, o profissional pode trabalhar com planejamento urbano e territorial em órgãos públicos, atividades da área de informática e geoprocessamento em empresas de consultoria, planejamento ambiental e/ou turismo, etc. Estudos de impactos ambientais, precedentes de obras de grande porte, também demandam parte dos profissionais. Além disso, abrir a própria empresa e/ou oferecer consultoria também é uma boa opção. 

 

Formas de Atuação
O profissional graduado em geografia, além de atuar no ensino fundamental e médio, também conta com oportunidades no ramo de educação ambiental. Além disso, fiscalização e proteção ambiental, assessoria a movimentos sociais e planejamento em órgãos de governo e agências reguladoras também são áreas consideradas como promissoras na carreira. 

 

Campos de Atuação
Cartografia digital
(construção de mapas com base em imagens captadas por satélites, etc.) 

Ecoturismo
(elaboração de roteiros, organização de excursões em parques e áreas de preservação ambiental, etc.) 

Ensino com licenciatura
(aulas nos ensinos Fundamental e Médio, cursinhos pré-vestibulares, etc.) 

Geografia física
(estudo dos aspectos físicos da terra, como clima, solo, vegetação, etc.) 

Geografia humana
(estudo das questões sociais, econômicas e políticas de grupos, sociedades, nações, etc.) 

Geografia dos transportes
(organização dos sistemas de circulação e logística urbana e rural, planejamento de sistemas de trânsito, transportes, etc.) 

Geopolítica
(pesquisa sobre a organização social, política e econômica de países e regiões, etc.) 

Geoprocessamento
(elaboração de mapas e bancos de dados geográficos com a utilização de softwares específicos, etc.) 

Meio Ambiente
(estudo dos ecossistemas e prevenção de impactos ambientais causados por ocupação de terrenos, etc.)

Planejamento agrícola
(desenvolvimento de estratégias de ocupação de uma região com o mínimo de impacto sobre o meio ambiente, etc.) 

Planejamento urbano
(trabalho com planos diretores, estruturação urbana, planejamento do uso do solo, organização socioespacial, mobilidade urbana, sustentabilidade, inclusão social, etc.) 

Sensoriamento remoto
(análise de imagens de satélites e fotografias aéreas para a preparação de mapas, levantamento de dados de solo, relevo, recursos hídricos, vegetação, etc.) 

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 6.664, de 26 de junho de 1979

 

Quantidade média de profissionais
Dados indisponíveis até o momento

 

Remuneração média
O piso salarial da profissão de geógrafo é de R$ 3.110,00, ou seja, cinco vezes o salário mínimo conforme disposto pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea). 

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Geografia para atuar como geógrafo;
Diploma de conclusão de curso de licenciatura em Geografia para atuar na educação básica;
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). 

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como geógrafo ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2