Fonoaudiologia

Fonoaudiologia é considerada uma das dez carreiras mais promissoras até o ano de 2020.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Biológicas e da Saúde

Compartilhe

Profissional graduado em Fonoaudiologia pode atuar com pessoas de todas as faixas etárias
Profissional graduado em Fonoaudiologia pode atuar com pessoas de todas as faixas etárias

Considerada uma das dez carreiras mais promissoras até o ano de 2020, a fonoaudiologia é conhecida como o segmento especializado em resolver os problemas de desordem falada, auditiva e escrita. Dentre suas competências, está a prevenção, intervenção e reabilitação de alterações de linguagem oral e escrita, audição, fluência, voz e motricidade orofacial. 

Conhecida também como foniatria ou terapia da fala, a profissão estuda ainda causas e tratamentos de distúrbios advindos de pessoas de todas as faixas etárias, desde 
recém-nascido até idoso. Atualmente, mais de 100 instituições de ensino superior oferecem o curso como possibilidade de graduação. 

 

Público-alvo
O profissional em fonoaudiologia precisa, primeiramente, gostar de atuar nas áreas de educação, comunicação e saúde. Além disso, características como sensibilidade, observação, atenção, perseverança, interpretação, paciência, objetividade e criatividade também contribuem diretamente para o exercício da profissão.  Facilidade em lidar com outras pessoas e aptidão verbal também são aspectos importantes. 

 

O curso
A graduação em fonoaudiologia abrange conteúdo de diversas áreas, como biológicas, saúde, psicologia, pedagogia, sociologia e linguística. Além desses segmentos, também são ministradas aulas sobre física quântica, LIBRAS, ética, estatística, bioquímica, dentre outras. Matérias específicas como neurofisiopatologia, audiologia, ortodontia, linguagem oral, processamento auditivo, saúde coletiva, entre outras, também integram a grade curricular do curso. 

 

Duração média 
Bacharelado - 8 a 10 semestres

 

Mercado de Trabalho
O mercado de trabalho em fonoaudiologia oferece uma variedade de oportunidades para os profissionais graduados na área. O setor público, atualmente, é um dos segmentos que mais avançam na demanda de fonoaudiólogos. Contudo, grande parte dos profissionais ainda se concentra no segmento autônomo, em serviços de fonoaudiologia clínica e atendimento domiciliar. Estabelecimentos da área da Saúde e Educação também solicitam os serviços deste profissional cada vez mais para o tratamento de distúrbios de comunicação. Além disso, com a exigência da realização de exames audiológicos em trabalhadores expostos a ruídos, o segmento de medicina de trabalho também vem se destacando significativamente. 

 

Formas de Atuação
Além da área de Audiologia, os fonoaudiólogos também atuam, em equipes interprofissionais, em hospitais, postos e unidades básicas de saúde; como docentes em cursos de graduação e pós-graduação; com atendimento clínico, em consultórios particulares; e, ainda, responsáveis por programas de saúde auditiva no setor público, a exemplo do Teste da Orelhinha, Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), dentre outros. 

 

Campos de Atuação 
Audiologia
(promoção, prevenção, diagnóstico e reabilitação da função auditiva e vestibular; realização de testes e elaboração de programas de redução de barulho em fábricas; seleção e adaptação de aparelhos para correção de problemas auditivos etc.) 

Linguagem
(prevenção e tratamento de distúrbios da fala, comunicação suplementar ou alternativa; auxílio a crianças com dificuldade de aprendizado da linguagem e adultos vítimas de acidente ou doença grave que afetam a comunicação oral etc.) 

Motricidade oral
(pesquisa, avaliação e tratamento de problemas relacionados com a sucção, deglutição, mastigação, respiração e fala; aperfeiçoamento dos padrões de fala e estética facial etc.) 

Saúde Coletiva
(promoção e apoio ao aleitamento materno; promoção da saúde da criança e do adolescente nos aspectos da fala, audição, linguagem oral e escrita, voz e motricidade orofacial; promoção e proteção à Saúde do Trabalhador, ao envelhecimento saudável etc.) 

Voz
(aplicação de técnicas para aperfeiçoamento da articulação, respiração, entonação e pronúncia; avaliação, prevenção e tratamento de problemas como rouquidão, sequelas de tumor e alteração no tom da voz etc.) 

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 6.965, de 9 de dezembro de 1981
Decreto nº 87.218, de 31 de maio de 1982

 

Quantidade média de profissionais
Mais de 35 mil fonoaudiólogos no Brasil em 2012

 

Remuneração média
R$ 1 mil a R$ 2 mil para profissionais recém-formados

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Fonoaudiologia;
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Fonoaudiologia;
Título de especialista ou outra titulação compatível com o cargo.

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como fonoaudiólogo ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2