Home Guia de Profissões Engenharias Engenharia Mecatrônica

Engenharia Mecatrônica

O Engenheiro Mecatrônico faz uso das tecnologias da computação, mecânica e eletrônica para desenvolver projetos de automação.

Publicado por Rafael Batista em Engenharias

Compartilhe

A robótica é uma das possibilidades de atuação do Engenheiro Mecatrônico
A robótica é uma das possibilidades de atuação do Engenheiro Mecatrônico

Os Engenheiros Mecatrônicos são os profissionais responsáveis por apresentar soluções em automação industrial para otimizar a linha de produção e os serviços prestados por diversos tipos de empresas. Este profissional também atende as demandas surgidas em outras áreas, como o desenvolvimento de eletroeletrônicos e eletrodomésticos inteligentes, por exemplo. 

Em algumas universidades é possível encontrar o curso de Engenharia Mecatrônica com o nome de Engenharia de Controle Automação, mas há uma diferença básica entre as duas engenharias. A Mecatrônica tem uma base prioritariamente mecânica e lida com máquinas que vão controlar outras máquinas, enquanto a Engenharia de Controle e Automação tem um fundamento elétrico e atua de forma mais generalizada, ou seja, com diversos tipos de equipamentos.

Bem como nas demais áreas da Engenharia, a Mecatrônica apresenta correspondência com as outras habilitações. No entanto, há uma forte ligação com três ramos específicos, pois o Engenheiro Mecatrônico usa as tecnologias recentes das áreas de Computação, Mecânica e Eletrônica para introduzir novas técnicas nos sistemas produtivos.

Público-alvo

Aqueles que desejam encarar o curso de Engenharia Mecatrônica devem, em primeiro lugar, ter afinidade com a área de exatas, especialmente Física e Matemática. Além disso, ter uma postura pró-ativa, confiante e criativa pode ser um diferencial para o sucesso na profissão. Um Engenheiro Mecatrônico precisa ainda ter habilidade para organizar, planejar, se expressar e trabalhar em equipe.

O curso

A primeira parte do curso de Engenharia Mecatrônica tem um ciclo básico, comum a todas as outras engenharias e engloba disciplinas gerais, como Cálculo, Física, Mecânica e Eletricidade. A formação passa ainda por uma etapa intermediária com matérias relacionadas à Computação e Desenho Técnico.

A partir do quarto ou quinto período o estudante conta com uma grade específica e estuda disciplinas como as de Projeto Mecatrônico, Química Tecnológica e Ambiental, Controle Clássico e Fabricação e Metrologia. Alguns conteúdos ministrados no curso de Engenharia Mecatrônica envolvem aspectos práticos e experimentais, por isso o currículo do curso conta com aulas em laboratórios específicos.

Duração média

10 períodos – 5 anos

Mercado de Trabalho

Com a modernização na área industrial, os processos repetitivos de diferentes áreas de produção estão sendo substituídos por automação, gerando uma grande demanda no mercado. É crescente a necessidade de profissionais especializados que possam desenvolver equipamentos e métodos de gestão mecânica dentro das indústrias.

No Brasil, há espaços de atuação em grandes empresas, como montadoras de automóveis, fábricas de eletroeletrônicos e empresas de metalurgia. As regiões Sul e Sudeste apresentam o maior número de vagas, apesar de haver um crescimento gradual de oportunidades em estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Ceará.

Formas de Atuação

Além da área industrial, que emprega boa parte dos Engenheiros Mecatrônicos, há uma ampla oferta de serviços prestados por profissionais autônomos, consultores e pequenos empresários. Mesmo assim, o mercado nas empresas de grande porte continua aquecido, seja para desenvolvimento, aplicação ou manutenção de sistemas eletrônicos e de automação.

Campos de Atuação

Bens de consumo
- Desenvolvimento de produtos para a indústria de bens de consumo (veículos, eletrodomésticos, etc.);

Automação
- Criação de software para sistemas embarcados e hardware de sistemas eletrônicos;

Controle de qualidade
- Supervisão de sistemas e propostas de intervenções para otimizar o desempenho de equipamentos em redes industriais;

Emprego de programas
- Aplicações de software em produtos diversos;

Desenvolvimento de projetos
- Concepção de projetos em automação industrial, comercial, doméstica e de eficiência energética e energias renováveis;

Gerência industrial
- Gestão na engenharia da manufatura, da qualidade, de desenvolvimento de produtos;

Robótica
- Criação de sistemas operacionais inteligentes para diversas tarefas, como robôs submarinos, aviões robôs e eletrodomésticos inteligentes.

Regulamentação da profissão

Lei 5.194 de 24 de dezembro de 1966, que regula o exercício profissional da Engenharia, Arquitetura e Agronomia.

Remuneração média

A média salarial deste profissional no Brasil é de R$ 3,8 mil, segundo a Catho.

Exigências para o exercício da profissão

Além de ter diploma de graduação em Engenharia Mecatrônica, o profissional deve ter registro junto ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) para exercer a profissão.

A opinião de quem entende

O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como Engenheiro Mecatrônico ou estudante da área. Conte-nos!

 

VEJA TAMBÉM

1 2