Home Guia de Profissões Engenharias Engenharia da Computação

Engenharia da Computação

Especializada no desenvolvimento de hardware e software, Engenharia da Computação conta com boas oportunidades para atuação.

Publicado por Wanja Borges em Engenharias

Compartilhe

Profissional graduado em Engenharia de Computação pode atuar na área de Tecnologia da Informação
Profissional graduado em Engenharia de Computação pode atuar na área de Tecnologia da Informação

Desenvolver e construir computadores, seus periféricos e sistemas que interligam hardware e software. Esta é a principal competência do profissional graduado em Engenharia da Computação. Rodeado de linguagens de programação, conceitos de informática e manuais de dispositivos eletrônicos, o engenheiro de computação, além de conhecimento técnico, precisa ter visão gerencial, boas relações humanas e domínio em ciências exatas para exercer a profissão.

Diferenciado do cientista, principalmente pela capacidade de construir circuitos e dispositivos, o engenheiro vem sendo demandando cada vez mais pelos avanços da informática e ciência computacional. Ao mesmo tempo em que é reconhecido pelo vasto campo de atuação, o segmento também enfrenta dificuldades em conseguir mão de obra qualificada. Sobretudo, conforme a necessidade da comunidade, é o engenheiro quem projeta, implementa e faz a manutenção de Sistemas Computacionais.

 

Público-alvo
Para atuar na área de Engenharia da Computação, o profissional precisa, acima de tudo, identificar-se com o funcionamento de máquinas e equipamentos e ter interesse por tecnologia. Raciocínio lógico, habilidade numérica, responsabilidade, meticulosidade, capacidade de observação e disciplina também são características primordiais para o exercício da profissão. Além disso, atualização constante e domínio de ao menos uma língua estrangeira são fatores que auxiliam diretamente o profissional a se destacar no mercado de trabalho. 

 

O curso
A graduação em Engenharia da Computação conta com matérias bases de engenharia como geometria, mecânica, cálculo, física e química. Além disso, disciplinas específicas da área, a exemplo de desenho técnico, eletromagnetismo, sistemas, programação, banco de dados, lógica e sistema operacional, também integram a grade curricular do curso, assim como aulas práticas e laboratoriais. Normalmente, a densidade da carga horária e a complexidade do conteúdo geram grande preocupação nos estudantes, por isso, a importância da dedicação e atualização constante.  

 

Duração média 
Bacharelado – 10 semestres

 

Mercado de Trabalho
Geralmente, o profissional graduado em Engenharia da Computação não tem dificuldades para se inserir no mercado de trabalho. Com o advento da tecnologia, sistemas computacionais vêm sendo utilizados com frequência no dia a dia das empresas, o que afeta diretamente na oferta de vagas para esse tipo de profissional. Setores como o de telecomunicação, gerenciamento de banco de dados, sistemas de informação e proteção de instituições financeiras são alguns dos que estão em alta no mercado. Entretanto, ainda faltam engenheiros de computação qualificados para atender a demanda do segmento. 

 

Formas de Atuação
O profissional graduado em Engenharia de Computação pode atuar na área de tecnologia da informação, desenvolvimento de produtos, aplicações e serviços de indústrias e empresas, ou ainda em centros de pesquisa, universidades e no setor estatal. Além disso, o engenheiro da computação pode optar em seguir a carreira técnica ou gerencial e tornar-se um empreendedor da área e montar o seu próprio estabelecimento. 

 

Campos de Atuação 
Automação industrial e robótica
(projeção de robôs, sistemas digitais e computadorizados para fábricas)

Desenvolvimento de softwares e aplicativos
(criação de softwares, desenvolvimento de sistemas operacionais e linguagens específicas) 

Fabricação de hardware
(projeção e construção de computadores e periféricos)

Marketing e vendas
(planejamento e coordenação de ações para a comercialização de equipamentos de informática)

Suporte
(gerenciamento e assistência de redes de computadores em grandes empresas) 

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966

 

Quantidade média de profissionais
Cerca de 5 mil profissionais no Brasil 

 

Remuneração média
R$ 2,5 mil a R$ 4 mil para profissionais recém-formados

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Engenharia de Computação; 
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como engenheiro de computação ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2