Educação Física

Profissionais de Educação Física também atuam na orientação de posturas corporais, cálculo da intensidade e frequência de exercícios e muito mais.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Biológicas

Compartilhe

Profissional graduado em Educação Física pode exercer cargos de gerência ou instrução em academias
Profissional graduado em Educação Física pode exercer cargos de gerência ou instrução em academias

A mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo. O trecho da melodia de Walter Franco expressa, com lealdade, um dos maiores fundamentos da Educação Física. Mais do que trabalhar a boa forma do ser humano e reabilitar a saúde de seu corpo, a profissão também é capaz de orientar posturas corporais, calcular intensidade e frequência dos exercícios e, ainda, aprimorar o condicionamento dos ‘atletas’. 

O exercício vem sendo procurado, cada vez mais, com o objetivo de corrigir a postura, melhorar a capacidade cardiorrespiratória e a flexibilidade e, principalmente, descarregar a energia de um dia estressante. Dentre as competências do profissional do setor, estão a organização, execução e supervisão de atividades físicas, esportivas e recreativas, para grupos ou pessoas. Apenas atividades físicas não competitivas e esportes com fins lucrativos integram a categoria esportiva, considerada uma das profissões mais promissoras dos próximos 10 anos. 

 

Público-alvo
Para atuar na área de Educação Física, o profissional não precisa, necessariamente, ser um atleta, todavia a preferência por atividades corporais, assim como a prática de hábitos saudáveis é importante. O educador físico também precisa estar preparado para lidar com pessoas, ter senso de liderança, comprometimento, dinamismo, empatia e se manter atualizado sobre novas técnicas de trabalho.  

 

O curso
O curso, predominantemente, é composto por disciplinas da área de Biológicas, como fisiologia, anatomia, bioquímica e biologia. Além disso, o graduando conta com exposições de matérias que discutem as relações do homem com a sociedade, a exemplo de ética, administração, psicologia, línguas, pedagogia etc. Aulas práticas sobre diferentes modalidades de esporte também costumam ser adotadas nas grades curriculares dos cursos, assim como processos de ensino e aprendizagem. Em algumas instituições de ensino, para fazer licenciatura plena, o aluno precisa permanecer por mais um ano, em média, na faculdade. 

 

Duração média 
Bacharelado – 8 a 10 semestres
Magistério – 6 semestres 

 

Mercado de Trabalho
A adoção de hábitos saudáveis como meio de garantir qualidade de vida e manutenção da saúde física e psicológica contribui diretamente para a valorização da prática esportiva. Neste sentido, o mercado de trabalho para o profissional de educação física está cada vez mais promissor. Hoje, o campo de atuação destes profissionais não se restringe apenas às academias. Em decorrência da preocupação com o bem estar dos funcionários e melhor desempenho desses no trabalho, por exemplo, várias oportunidades para educadores físicos estão sendo abertas em empresas. O turismo também tem alavancado o setor com vagas para recreação, instrução, coordenação e organização da prática de esportes radicais. Com a popularização da figura do personal trainer, a instrução física particular também vem sendo bastante procurada. Além disso, o ensino básico continua demandando o maior número de vagas para estes profissionais. 

 

Formas de Atuação
O profissional graduado em Educação Física pode atuar em áreas como o magistério, promoções esportivas, formação, preparação, condicionamento e prevenção física. O educador físico pode exercer cargos de gerência, em academias; instrutor de ginástica laboral, em empresas; docente ou coordenador pedagógico, em universidades; preparador físico; treinador; recreacionista; e, ainda, empresário e proprietário de empresas esportivas. 

 

Campos de Atuação 
Condicionamento físico
(auxílio na realização de exercícios individuais, atuação como personal trainer, etc.) 

Ensino
(prestação de serviços, através de aulas, em ensinos fundamental e Médio, etc.)

Grupos especiais
(instrução e acompanhamento de públicos de risco - idosos, crianças e deficientes – em atividades físicas, etc.)

Performance
(orientação em processos de treinamentos e competições, etc.)

Recreação
(entretenimento em hotéis, spas, clubes e etc.)

Terceiro setor
(gerenciamento, implementação e desenvolvimento de projetos sociais de inclusão esportiva, etc.)

Turismo ecológico
(coordenação de atividades ao ar livre, como montanhismo e exploração de cavernas, etc. )

 

Regulamentação da profissão 
Lei nº 9.696 de 1º de setembro de 1998

 

Quantidade média de profissionais
350 mil profissionais de Educação Física no Brasil em 2011

 

Remuneração média
R$ 1,5 mil a R$ 2 mil para recém-formados com jornada de trabalho de 44 horas semanais
R$ 50 a R$ 80, por aula, para personal trainer 

 

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado (atuação em academias, clubes e empresas), licenciatura (atuação no ensino) ou licenciatura plena (atuação em qualquer área) em Educação Física 
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Educação Física

 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como educador físico ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2