Ciências do Esporte

O curso prepara profissionais que podem atuar no desenvolvimento de política de esporte em diversas instituições.

Publicado por Rafael Batista em Ciências Biológicas e da Saúde

Compartilhe

Além da preparação física, o Cientista do Esporte pode se envolver na organização e marketing de grandes eventos.
Além da preparação física, o Cientista do Esporte pode se envolver na organização e marketing de grandes eventos.

Apesar de ter uma atuação próxima ao do profissional de Educação Física, o Cientista do Esporte tem uma função que vai além da preparação física. Ele atua também como gestor de marketing e organizador de eventos esportivos. O graduado em Ciências do Esporte estará apto a atuar de uma forma mais ampla na área esportiva, desenvolvendo uma política de esporte em clubes, associações, condomínios, etc.

O profissional formado em Ciências do Esporte deve entender o esporte enquanto prática corporal, de lazer e qualidade de vida, além de dominar a metodologia e avaliação do treinamento esportivo. Para pleitear espaço no mercado de trabalho, atuando nesta área, é preciso ainda ter uma consciência crítica que una a vida profissional aos contextos social, político e histórico.

O curso

Com duração média de oito períodos, ou seja, quatro anos, a graduação em Ciências do Esporte possui em sua grade conteúdos da área da saúde, como Biologia Celular, Anatomia Humana e Fisiologia, e disciplinas específicas sobre modalidades esportivas, como Handebol, Natação, Futebol e Atletismo. 

Além disso, o projeto pedagógico inclui matérias ligadas a Nutrição, Psicologia e Marketing. Outras matérias como Políticas Públicas, Saúde Coletiva, Esportes Adaptados e Administração e Gestão também compõem o currículo do curso.

A interdisciplinaridade do curso tem como objetivo desenvolver habilidades para que o profissional atue com equipes esportivas, marketing e consultoria. A graduação é estruturada de maneira que o egresso possa, entre outras coisas, atuar de forma integrada e compartilhada na promoção, prevenção e recuperação da saúde no nível individual e coletivo, por meio da prática de esportes.

Mercado

A evolução no mercado do esporte, aliada ao desenvolvimento tecnológico, estão contribuindo para a criação e o aprimoramento de técnicas para otimizar o desempenho de atletas. Na maioria das vezes, esses métodos adotados precisam da avaliação de cientista do esporte, o que tem gerado novas oportunidades na área.

Além disso, o envelhecimento da população brasileira e a preocupação com o bem-estar são fatores que aumentam a demanda destes profissionais em centros de esportes das iniciativas públicas, privadas e terceiro setor. Há, ainda, a oferta de vagas nas secretarias de esporte e lazer dos municípios e estados.

Formas de atuação

O egresso do curso de Ciências do Esporte pode atuar em academias e clubes esportivos, desenvolvendo planos de atividades, seja individual ou coletivo. É comum também encontrar este profissional atuando em pesquisas científicas, desenvolvendo métodos para otimização do desempenho de atletas.

Campos de atuação

- Professor em escolinhas de iniciação esportiva;

- Personal Trainer, desenvolvendo métodos de treinamento para atletas;

- Em clubes esportivos, como técnico, preparador físico ou dirigente;

- Em centros de esportes, desenvolvendo e supervisionando programas de exercícios físicos voltados à promoção da saúde;

- Consultoria em empresas de marketing e organização de eventos esportivos;

- Pesquisa científica, com investigações e estudos referentes às variadas temáticas relacionadas ao esporte e à atividade física.

Salário

Um profissional de Ciências do Esporte em início de carreira tem salário médio de R$ 1.500, mas dependendo das atividades que serão exercidas, os ganhos podem ultrapassar os R$ 10 mil.

Opinião de quem entende!

O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como profissional de Ciências do Esporte ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2