Home Guia de Profissões Ciências Exatas Ciências Aeronáuticas

Ciências Aeronáuticas

Pilotar aviões e conhecer os mecanismos de aeronaves e todos os protocolos de voo são algumas das funções de um Aeronauta.

Publicado por Rafael Batista em Ciências Exatas

Compartilhe

O Aeronauta pode ser Comandante de Voos, mas também atua por terra gerindo empresas e aeroportos.
O Aeronauta pode ser Comandante de Voos, mas também atua por terra gerindo empresas e aeroportos.

A graduação em Ciências Aeronáuticas forma profissionais com habilidade técnica e científica para gerenciar voos, aeronaves e aeroportos. O Aeronauta ou Aeroviário, como é conhecido o egresso deste curso, é ainda capaz de relacionar conteúdos teóricos com a prática, devendo desenvolver atividades com alto índice de automação.

Além de pilotar aeronaves, o curso de Ciências Aeronáuticas promove formação para que os estudantes estejam aptos a zelar pela segurança durante do voo, otimizando os recursos existentes. Os profissionais são formados ainda para conhecer todos os procedimentos de voo, seja dos operadores em terra ou da tripulação.

Com o crescimento do mercado de aviação, o profissional de Ciências Aeronáuticas ganhou grande importância para o mundo moderno, sendo ele o responsável por decidir sobre aspectos técnicos e administrativos para melhorar as dinâmicas das malhas aéreas ou sistemas aeroportuários.

Público-alvo

Em primeiro lugar, independente da área em que deseja atuar, é importante que o estudante que deseja ingressar nesta graduação não tenha medo de voar. Conhecer o espaço aéreo na teoria e na prática é uma necessidade deste profissional.

Outras características favorecem o bom desempenho nos estudos, principalmente o gosto pelas ciências exatas, pois esta é uma graduação que exige muita matemática, cálculos e física. Raciocínio lógico, boa orientação espacial, reflexos apurados e conhecimento de gestão e administração também facilitam a vida do Aeronauta.

O curso

O curso de Ciências Aeronáuticas está baseado em quatro grandes grupos de disciplinas: matemática e física; direito e ciências sociais; informática; e núcleo de aeronáutica. No entanto, a maior parte do conteúdo está no último grupo, específico de Ciências Aeronáuticas. Os estudantes contam ainda com a disciplina de Inglês Técnico, importante para entender os principais termos da aviação.

Alguns conteúdos interdisciplinares unem Psicologia, Sociologia e Geografia e outros tratam de áreas específicas, como Meteorologia, Mecânica de Aviões e Administração.

Diante da necessidade de aliar teoria e prática, o curso dispõe de algumas matérias que são ministradas em laboratórios próprios, como o simulador de voo. Além disso, o acadêmico deve cumprir, por conta própria, uma quantidade definida de horas de voos, que varia conforme a universidade.

Duração Média

8 períodos – 4 anos

Mercado de Trabalho

O Brasil conta com um mercado de aviação civil em franca expansão. Atualmente, o país conta com 30 empresas relacionadas a aviação e tem a segunda maior frota de helicópteros do mundo. As oportunidades de trabalho estão disponíveis também nas dezenas de aeroportos espalhados pelo país.

O reduzido número de instituições que oferecem o curso de Ciências Aeronáuticas gera uma carência de profissionais graduados na área.

Formas de Atuação

Apesar de ser a principal tarefa deste profissional, pilotar não é a única função de um Aeroviário. O mercado também precisa de pessoas para gerir empresas e sistemas que cuidam da aviação. O crescimento no número de aeronaves e voos particulares exigem profissionais que possam desenvolver técnicas para minimizar os desgastes de agentes e usuários da aviação.

Campos de Atuação

Gestão de sistemas
- Operação e gestão de voos;

Co-piloto e Comandante
- Pilotando aeronaves em voos comerciais e particulares, nacionais e internacionais;

Manutenção de aeronaves
- Supervisão da manutenção de aviões;

Segurança de voos
- Inspeção de segurança e investigação de acidentes;

Gestão aeroportuária
- Gerenciamento e coordenação de aeroportos e companhias aéreas;

Instrutor
- Orientador de rota ou de simulador;

Academia
- Professor ou pesquisador;

Regulamentação da profissão

Regulamentada pela Lei 7.565/1986, também conhecida como Código Brasileiro de Aeronáutica.

Remuneração média

Segundo a Catho, o rendimento inicial está em torno de R$ 4 mil, mas pode chegar a R$ 20 mil no auge da carreira.

Exigências para o exercício da profissão

Apesar de ser desejável pela maioria das empresas, o curso superior não é obrigatório para o exercício da profissão. No entanto, é necessário ter habilitação para o serviço aéreo, com pelo menos 35 horas de voo.

VEJA TAMBÉM

1 2