Home Guia de Profissões Ciências Exatas Ciência da Computação

Ciência da Computação

Ciência da Computação capacita profissionais para enfrentar problemas e desafios tecnológicos do dia a dia.

Publicado por Wanja Borges em Ciências Exatas

Compartilhe

Profissional graduado em Ciência da Computação atua como um clínico geral do computador
Profissional graduado em Ciência da Computação atua como um clínico geral do computador

Mais do que capacitar um simples programador, a graduação em Ciência da Computação atua em uma visão mais ampla do exercício da profissão. Além de trabalhar conceitos de criação e administração de software, o curso trata de pontos específicos do segmento como hardware, programação e algoritmo. 

Normalmente, ao lado do engenheiro de computação e do bacharel em sistemas de informação, o cientista da computação atua como um “clínico geral” do computador. Além de desenvolver estruturas e soluções computacionais, é ele quem trabalha na infraestrutura dos sistemas, implantação de redes, controle da internet, desenvolvimento de aplicativos, gerenciamento de equipes, instalação de programas, etc.

Público-alvo
Mais do que gostar de tecnologia, os interessados pela carreira de ciências da computação precisam dominar ciências exatas, essencialmente lógica e matemática, manter-se atualizado e ter aptidão com novos recursos. Além disso, dominar uma língua estrangeira é de fundamental importância para o exercício da profissão, já que a linguagem técnica conta com uma variedade de palavras em inglês, por exemplo. Proatividade, aprendizado rápido, capacidade de adaptação e praticidade também são características primordiais.  

O curso
Com boa parte da carga horária destinada a disciplinas de matemática e linguagens de programação, o início do curso costuma ser decisivo para os graduandos. Normalmente, é após o terceiro período que eles contam com aulas de geometria, banco de dados, sistemas operacionais, redes, algoritmos, cálculo, física, etc. Para continuar a graduação, o aluno precisa ter domínio de raciocínios abstratos e cálculos.  

Duração média 
Licenciatura ou Bacharelado – 8 a 10 semestres
Tecnológico – 4 a 6 semestres 

Mercado de Trabalho
Cursos na área computacional estão em alta no mercado de trabalho, por isso, grande parte dos profissionais habilitados em Tecnologia da Informação tem facilidade para se inserir no mercado, logo após a conclusão da graduação. Entretanto, com a grande oferta de vagas e o aumento do número de cursos no segmento, as empresas têm exigido cada vez mais formação qualificada dos profissionais. 

De acordo com pesquisa realizada pela Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), o Brasil terá um déficit de 280 mil profissionais de TI e perda de receita líquida de até R$ 115,4 bilhões em 2020, caso não aumente a oferta de mão de obra qualificada. Currículo consistente, experiência profissional, conhecimento extracurricular, qualificação tecnológica, fluência em língua estrangeira e domínio de raciocínio lógico e matemático são os principais requisitos para se destacar no mercado.  

Formas de Atuação
O profissional graduado em Ciência da Computação está apto a trabalhar como analista de tecnologia da informação, cientista da computação e programador em empresas privadas, editoras, escolas, órgãos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, bancos, assessorias, agências, órgãos públicos, hospitais, etc. Além da programação, ele também pode atuar no desenvolvimento de projetos, pesquisas acadêmicas, redes de computadores, segurança da informação, análise de sistemas, bancos de dados, suporte técnico, dentre outras.  

Campos de Atuação 
Banco de Dados
(criação de programas de computador que organizem, classifiquem, indexem, permitam acesso à informação, etc.) 

Desenvolvimento de Softwares e Aplicativos
(elaboração de programas e jogos de computador, adaptando-os às necessidades do cliente, etc.) 

Marketing e Vendas
(divulgação e venda de software e hardware, análise e planejamento de novos produtos que atendam às necessidades dos usuários, etc.) 

Suporte
(assessoria a usuários na compra de equipamentos e programas, manutenção a sistemas e redes de computadores, etc.) 

Regulamentação da profissão 
No Brasil, a profissão de cientista da computação não é regulamentada, ou seja, o exercício da profissão não conta com regras, normas e conselho de classe fiscalizador. Todavia, ela é autorizada e reconhecida já que integra o Catálogo Geral de Profissões do Ministério do Trabalho. 

Para a Sociedade Brasileira de Computação (SBC), o exercício de profissões interligadas à área de informática deve ser livre e independente de comprovação de educação formal. A SBC defende ainda a constituição de um Conselho Nacional de Auto-Regulação para definição, manutenção e aplicação de um Código de Ética no setor. 

Quantidade média de profissionais
156 mil profissionais empregados na Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI (IBSS) no ano de 2010 

Remuneração média
R$ 1,5 mil a R$ 2 mil para profissionais recém-formados 

Exigências para exercício da profissão
Não existe qualquer exigência para exercer a profissão de Cientista da Computação, contudo, é desejável diploma de conclusão de curso de bacharelado, preferencialmente na área. 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como cientista da computação ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2