Artes Cênicas

Graduação em Artes Cênicas habilita profissional para atuar em produção e divulgação de espetáculos, elaboração de textos e encenação.

Publicado por Wanja Borges em Artes e Design

Compartilhe

Em algumas instituições de ensino, os candidatos ao curso de Artes Cênicas devem passar por uma prova de aptidão, após aprovação no vestibular
Em algumas instituições de ensino, os candidatos ao curso de Artes Cênicas devem passar por uma prova de aptidão, após aprovação no vestibular

Ao contrário do que muitos pensam, decorar texto e ter boa interpretação não é o suficiente para ser ator. Para se destacar no mercado, o aconselhável é que o profissional procure métodos para aprimorar os conhecimentos e ampliar o seu leque de atuação no segmento. Nesse sentido, a graduação em Artes Cênicas atua como um suporte primordial para quem já tem experiência, mas deseja aliar teoria, prática e bons relacionamentos ao exercício da profissão. 

Conceituada como o conjunto de técnicas usadas na criação, direção, montagem e interpretação de espetáculos, a graduação em Artes Cênicas habilita o profissional para atuar em oficinas de teatro, produção e divulgação de espetáculos, elaboração de textos e relatórios, encenação e muito mais. Procurado normalmente por profissionais que já atuam na área, o curso trabalha com uma variedade de áreas e temas seguindo a proposta de contribuir para a formação multidisciplinar de atores e atrizes.

Público-alvo
Para atuar na área de artes cênicas, o profissional precisa, acima de tudo, ser interessado por artes e se manter atualizado sobre o tema. Disposição, sensibilidade, talento, ousadia, bom relacionamento em grupo, dedicação, força de vontade e versatilidade também são características primordiais para o bom exercício da profissão. Além disso, é aconselhável que o interessado tenha boa dicção e memória, saiba dançar, cantar e, ainda, tenha facilidade de interpretação e capacidade de improviso. 

O curso
Em algumas instituições de ensino, os candidatos devem passar por uma prova de aptidão, após aprovação no vestibular, para comprovar facilidade de interpretação. Nos primeiros períodos, o graduando conta com aulas sobre história da arte e do teatro, ética, legislação, produção teatral, filosofia, semiótica, psicologia, literatura, entre outras. Aulas práticas, como técnica vocal, expressão corporal, interpretação, dança, improvisação, cenografia, direção teatral, figurino, maquiagem e iluminação, também integram a grade curricular do curso. Normalmente, o aluno precisa optar por habilitações específicas, a exemplo de direção, cenografia ou intepretação, para conclusão da graduação. 

Duração média 
Bacharel ou Licenciatura – 8 semestres
Tecnológico – 4 semestres 

Mercado de Trabalho
As emissoras de TV concentram grande parte das oportunidades para graduados em Artes Cênicas, contudo, o segmento é um dos mais competitivos do mercado, já que também agrega profissionais práticos e tecnológicos. Com o crescimento do setor de cultura e entretenimento, advindo de incentivos públicos de fomento ao teatro, a expectativa é que a demanda por atores e atrizes cresça principalmente no eixo Rio-São Paulo. Montar uma companhia de teatro e produzir espetáculos próprios também é uma alternativa que vem sendo adotada com frequência por esses profissionais. 

Formas de Atuação
O profissional graduado em Artes Cênicas, além de atuar como ator/atriz, também sai do curso apto para trabalhar como cenógrafo, diretor, figurinista, dublê, dublador, crítico, professor etc. Normalmente, no início da carreira, as oportunidades se concentram em encenações de pequeno e grande porte, filmes publicitários, comerciais, dublagem, telenovelas, programas de televisão etc. 

Campos de Atuação 
Arteterapia
(auxílio no bem-estar de pessoas idosas, tratamento de pacientes de grupos de risco, etc.)

Cenografia
(definição de cenário, objetos, móveis, cores, iluminação que serão usados em cena, a fim de caracterizar uma época ou um ambiente específico, etc.)

Direção teatral
(coordenação de elementos envolvidos em uma encenação, escolha do elenco, definição do figurino, orientação dos atores durante os ensaios, etc.) 

Dramaturgia
(redação de peças teatrais, seriados, telenovelas; adaptação de textos documentais, cinematográficos ou literários para a linguagem e as técnicas de teatro ou de TV, etc.) 

Dublagem
(substituição da fala de personagens de filmes de língua estrangeira, empregando a voz e a entonação adequadas a cada emoção, etc.)

Ensino
(aulas de interpretação em escolas de Ensino Fundamental e Médio, cursos profissionalizantes, etc.) 

Figurino e indumentária
(escolha, elaboração e produção de vestuário, interpretação e representação de um personagem com expressão corporal, facial, entonação da voz, etc.) 

Produção
(exibição de peças ou espetáculos, patrocínios, administração de orçamento, organização dos locais de ensaio e os materiais necessários à realização da apresentação, etc.) 

Teoria teatral
(estudo de aspectos teóricos e práticos das artes cênicas para elaboração de livros didáticos, críticas teatrais, etc.)

Regulamentação da profissão 
Lei nº 6.533, de 24 de maio de 1978

Quantidade média de profissionais
60 mil profissionais na área de artes cênicas no Brasil 

Remuneração média
O piso salarial para ator/atriz em São Paulo é de:
R$ 2.734,53 por mês (até 28 espetáculos)
R$ 1.367,26 a cada 15 dias
R$ 727,00 por semana
R$ 182,09 por espetáculo

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de qualificação (nível médio ou superior);
Habilitação legal - Registro Profissional na Delegacia Regional do Trabalho como ator/atriz profissional ou outra carreira relacionada às artes cênicas.
(Os profissionais não graduados, com experiência na área, devem requerer atestado de capacitação profissional, composto por prova escrita e exame de interpretação, nos sindicatos regionais para solicitar habilitação legal como profissional prático).    

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como ator/atriz ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2