Home Guia de Profissões Artes e Design Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo

Profissional sai do curso de Arquitetura e Urbanismo apto a planejar, projetar, desenhar e aliar estética, conforto e funcionalidade nos seus projetos.

Publicado por Wanja Borges em Artes e Design

Compartilhe

Profissionais graduados em Arquitetura e Urbanismo também podem coordenar reformas e atuar na área de paisagismo
Profissionais graduados em Arquitetura e Urbanismo também podem coordenar reformas e atuar na área de paisagismo

A projeção de espaços urbanos contribui diretamente para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e para o crescimento, racionalização e humanização das cidades. Este é o papel da Arquitetura e Urbanismo. Mais do que planejar, projetar e desenhar, também é de responsabilidade do arquiteto aliar estética, conforto e funcionalidade nos seus trabalhos.  

É ele quem faz a planta de uma obra e determina os materiais que serão utilizados, a disposição dos objetos, iluminação e ventilação. Ao lado do engenheiro, também acompanha a construção, gerencia os custos e mão de obra. Além disso, atua nas fases finais do projeto, auxiliando na escolha de revestimentos e decoração para todo o complexo.  

Contudo, com uma formação normalmente generalista e multidisciplinar, o exercício da profissão não se restringe apenas a elaboração de projetos originais. Após a conclusão do curso, o arquiteto e urbanista sai apto a coordenar pequenas reformas e atuar nas áreas de design de interiores, comunicação visual, paisagismo, dentre outras.

Público-alvo
Mais do que ter habilidade com desenho, o graduando em Arquitetura e Urbanismo precisa ser criativo, atento, organizado e ágil. Além disso, é necessário ter domínio do uso de computadores, principalmente de softwares específicos para elaboração de desenhos técnicos. Viagens, assim como outros idiomas, também contribuem para que o arquiteto tenha uma visão mais global de sua atuação.

O curso
No curso de Arquitetura e Urbanismo, os graduandos contam com disciplinas de ciências exatas, a exemplo de matemática aplicada e cálculo geométrico, até matérias de ciências sociais gerais e específicas, como leitura e produção de textos, antropologia filosófica e teológica, estética e história da arte, desenho e projeto arquitetônico, plástica e maquete, dentre outras. As aulas práticas, normalmente, têm início a partir do segundo ano da graduação e os estágios nos últimos períodos do curso.  

Duração média 
Bacharelado – 10 semestres 
Tecnológico (Conservação Patrimonial ou Restauração de Imóveis) – 4 semestres
Técnico (Desenho Arquitetônico ou Desenho de Construção Civil) – 4 semestres 

Mercado de Trabalho
Ao mesmo tempo em que é considerado competitivo, pelo grande número de profissionais graduados anualmente, o mercado de trabalho de arquitetura e urbanismo permanece vasto em razão das várias possibilidades de atuação. A obrigatoriedade da elaboração de Planos Diretores em cidades com acima de 20 mil habitantes, além dos vários programas de infraestrutura e habitação, coordenados pelo governo, são exemplos práticos que proporcionam esta amplitude. Além disso, a realização de grandes eventos no Brasil, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, aumentam a procura por arquitetos. No setor privado, as oportunidades predominam em grandes escritórios e construtoras. 

Formas de Atuação
O graduado em Arquitetura e Urbanismo pode exercer a profissão na iniciativa privada, em escritórios e construtoras, ou no setor público, em departamentos de arquitetura. Ele também pode atuar no magistério ou como profissional liberal e em outras áreas, como supervisão e orientação técnica, elaboração de projetos complementares, execução de obras, consultoria perícia, paisagismo etc. 

Campos de Atuação 
Arquitetura Industrial
(planejamento de projetos para instalação de indústrias, análise de normas e padrões técnicos, etc.) 

Arquitetura de Interiores
(organização do espaço interno, definição de acabamento e distribuição de móveis, etc.)

Arquitetura Verde
(desenvolvimento de projetos residenciais e comerciais que respeitem o meio ambiente, análise de menor impacto ambiental em projetos, etc.) 

Comunicação Visual
(criação de identidade visual de empresas e produtos, etc.)

Paisagismo e Ambiente
(desenvolvimento de espaços abertos, análise de composição externa, etc.) 

Edificação e Construção
(projeção, acompanhamento e coordenação de obras, definição de materiais, controle de prazos e custos, etc.) 

Restauro de Edifícios
(recuperação de casas e prédios antigos ou deteriorados, etc.)

Urbanismo
(planejamento da região, elaboração de plano diretor e zoneamento, etc.) 

Regulamentação da profissão
Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966
Lei nº 12.378, de 31 de dezembro de 2010

Quantidade média de profissionais
Cerca de 100 mil arquitetos e urbanistas no Brasil em 2011

Remuneração média
R$ 3.732,00 para jornada de trabalho de 6 horas diárias
R$ 4.509,50 para jornada de trabalho de 7 horas diárias
R$ 5.287,00 para jornada de trabalho de 8 horas diárias

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão de curso de bacharelado em Arquitetura e Urbanismo 
Habilitação legal - Registro Profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) 

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como arquiteto e urbanista ou estudante da área. Conte-nos!

VEJA TAMBÉM

1 2