Home Enem Dicas para o Enem Dicas de Linguagens e Redação para o Enem Redação no Enem: critérios de avaliação

Redação no Enem: critérios de avaliação

A redação no Enem quer conhecer a capacidade do candidato de ler e redigir criticamente, propondo intervenções, seguindo o padrão do texto argumentativo e a norma culta.

Publicado por Mayra Pavan em Dicas de Linguagens e Redação para o Enem

Compartilhe

A redação no Enem é uma ferramenta importante na luta por uma vaga na universidade, por isso, as dicas de redação são muito valiosas
A redação no Enem é uma ferramenta importante na luta por uma vaga na universidade, por isso, as dicas de redação são muito valiosas

A leitura é uma importante ferramenta para a redação, pois é a primeira parte da prova, já que é a partir do entendimento dos textos motivadores que o tema será estabelecido e a redação poderá ser redigida.

O candidato deve estar apto a ler tanto na linguagem verbal quanto na não verbal, além disso, deve conhecer as características dos gêneros textuais para que consiga entender a essência dos textos. É importante destacar que o leitor competente não é aquele que consegue ler as linhas (o que está dito), mas principalmente é aquele que consegue ler o que não foi dito, o que está nas pausas, na pontuação, nas entrelinhas. 

 A redação do Enem busca avaliar cinco competências dos candidatos, acompanhe:

1 - Domínio da norma padrão

O candidato deve demonstrar conhecimento das características da língua escrita, bem como da norma culta.  Logo, a sintaxe de concordância (verbal e nominal), de regência (verbal e nominal) e de colocação pronominal deve ser respeitada, não se esquecendo da importância da pontuação para a construção de enunciados coerentes. Os aspectos ortográficos também devem ser considerados, lembrando-se de que, além do erro, também será analisado a recorrência (frequência) desse erro e o tipo ou a gravidade do erro cometido.

2 - Compreensão da proposta de redação

Para compreender a proposta, é importante que o candidato aplique seus conhecimentos em diversas áreas do conhecimento, por exemplo, se um texto da prova em geral apresentar um gráfico, ele deverá aplicar, além da interpretação, o conhecimento de matemática ou de física. Se fala sobre o desmatamento, ele deverá aplicar conhecimentos de biologia, geografia, por exemplo; se há um texto em linguagem não verbal, além de acionar seus conhecimentos linguísticos, dependendo do que a imagem propõe, deverá demonstrar conhecimento na área de artes também, por isso, quanto maior for o conhecimento de mundo do candidato (conhecimentos adquiridos na escola e na vida), maior será sua capacidade de leitura.

3 - Os verbos que comandam a avaliação de redação do ENEM são: relacionar, selecionar, organizar e interpretar:

Nesse item, busca-se a capacidade do candidato de defender um ponto de vista. O Enem exige que o candidato redija um texto dissertativo-argumentativo, portanto, além dos conhecimentos específicos dessa estrutura textual, o candidato deverá, a partir dos fatos, das opiniões e dos argumentos apresentados, interpretar, relacionar, selecionar e organizar o que foi apresentado pelos textos motivadores, sem, no entanto, fazer cópia deles.

4 - Conhecimento da estrutura do texto argumentativo:

O texto argumentativo, além de ser escrito em linguagem formal e culta, deve seguir uma estrutura própria, logo, deverão ser apresentados argumentos usados para defender o ponto de vista, os contra-argumentos, os exemplos que servem para embasar o texto etc. Em geral, apresenta-se dividido em introdução (1º parágrafo), desenvolvimento (2º, 3º e 4º) e conclusão (5º parágrafo).  Conhecer a estrutura do texto pedido é extremamente importante para não correr o risco de inserir receitas de miojo, hinos de futebol etc.

5 - Elaboração de propostas de intervenção para o problema abordado:

O Enem procura leitores críticos e cidadãos conscientes, portanto, é fundamental que sejam apresentadas propostas que interfiram positivamente na vida da população, entretanto, não é permitido a elaboração de propostas que desrespeitem os valores humanos ou a diversidade social e cultural da população.

VEJA TAMBÉM

1 2