Home Enem SiSU Não passei no SiSU. E agora?

Não passei no SiSU. E agora?

Não passei no SiSU. Como fazer agora? Mesmo o estudante não sendo aprovado no Sistema para o ingresso no ensino superior, há outros programas sociais que permitem o seu acesso.

Publicado por Érica Caetano em SiSU

Compartilhe

O Sisu, o Prouni e o Fies são alguns dos programas sociais de auxílio ao ingresso no ensino superior.
O Sisu, o Prouni e o Fies são alguns dos programas sociais de auxílio ao ingresso no ensino superior.

Com as mudanças aplicadas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no decorrer dos anos, desde a sua criação e a adesão de mais faculdades a ele, aumentaram também as chances dos estudantes ingressarem no ensino superior. Grande parte das instituições já utiliza programas sociais, que trabalham no intuito de serem facilitadores na entrada de jovens nos cursos de graduação, principalmente no caso daqueles alunos com poucos recursos financeiros ou ainda oriundos da rede pública de ensino. Entre esses sistemas beneficiadores, destaca-se o Sistema de Seleção Unificada, o SiSU.

Desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC), o SiSU tem como objetivo escolher candidatos para as vagas disponibilizadas pelas universidades públicas que utilizam a nota do Enem como a única etapa do vestibular. Os candidatos são selecionados através do sistema on-line, que se baseia na nota obtida pelo estudante. Através da página eletrônica do Sistema os interessados 
podem acessar as vagas disponibilizadas, as instituições e os cursos que estão participando. Para concorrer é necessário ter feito o Enem e se inscrever através do site do SiSU dentro dos prazos estabelecidos.

- Não passei no SiSU, e agora?

Mas o que fazer se não for aprovado através do SiSU? Quais são as outras opções que o estudante tem para chegar à universidade até mesmo aproveitando o Enem? Como já citado anteriormente, hoje o vestibulando possui mais opções de ingresso no curso superior de sua preferência. Confira:

- ProUni
Uma delas é o Programa Universidade para Todos (ProUni). Caso o candidato não seja aprovado em uma instituição pública através do SiSU, ele poderá tentar o ProUni para uma instituição particular. 

O programa concede bolsas de estudos que podem ser integrais ou parciais (100% e 50%). Isso será variável de acordo com a pontuação obtida pelo estudante no Enem. No entanto, para poder concorrer é necessário obter mais de 450 pontos no Exame e não zerar a redação.

    Além do Enem, também é necessário preencher alguns requisitos, como ter estudado todo o ensino médio na rede pública de ensino ou na rede particular através de bolsa de estudos. No caso da bolsa integral do Programa, é necessário comprovar renda bruta de 1,5 salário mínimo por pessoa da família, já para bolsas parciais, a renda deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Saiba mais sobre o ProUni.

- Fies
    Outra opção para o estudante é financiar parte dos estudos, no caso por exemplo de ser beneficiado com uma bolsa de 50% do ProUni. Ele poderá fazer isso utilizando o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que financia a graduação no ensino superior desde que o estudante esteja devidamente matriculado e cursando uma faculdade particular. Para participar é necessário que a instituição esteja cadastrada no programa, com cursos que tenham obtido avaliação positiva do Ministério da Educação (MEC).

Atualmente, o aluno interessado em ingressar no Fies pode solicitar o financiamento em qualquer período do ano, de acordo com a sua necessidade. As inscrições são feitas através do Sistema Informatizado do Fies, o SisFIES, acessado pelo próprio site do Financiamento. É necessário informar os dados pessoais e da instituição de ensino, o curso que estuda e outras informações referentes à solicitação do financiamento. Saiba mais sobre o Fies.

- Sisutec
    Para aqueles que já concluíram o ensino médio mas ainda não conseguiram ingressar no ensino superior através do SiSU, uma outra opção é o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Ele também utiliza as notas do Enem como forma de seleção, no entanto, as vagas oferecidas neste são para cursos de educação profissional e tecnológica.

     Podem participar estudantes que tenham concluído o ensino médio prioritariamente na rede pública de ensino ou ainda em instituições particulares através de bolsa integral. O desempenho no Enem também precisa ser superior a zero na redação. Saiba mais sobre o Sisutec.

- Vestibulares
    Há instituições de ensino superior que também aproveitam o Enem como forma de ingresso em seus cursos de graduação. Algumas o utilizam de forma parcial, combinado com provas no formato tradicional, onde o desempenho no Exame é válido como primeira ou segunda fase do certame, ou ainda de forma integral, quando a pontuação do candidato no Enem é a única etapa do vestibular. Nesses casos, geralmente o estudante tem a opção de escolher no ato da inscrição entre os testes tradicionais ou pelo aproveitamento do Enem.

    Isso acontece principalmente nos vestibulares de universidades particulares. Dentre as instituições que utilizam desta forma de ingresso estão algumas PUCs, como por exemplo a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas).

     Portanto, não fique triste se não obter a aprovação do SiSU, pois espaços não te faltam para ingressar no ensino superior utilizando ainda o seu desempenho no Enem. Aproveite as oportunidades e boa sorte!

VEJA TAMBÉM

1 2