Home Notícias Enem 2017: saiba o que você pode comer nos dias das provas

Enem 2017: saiba o que você pode comer nos dias das provas

Profissional afirma que alimentação é de suma importância para o candidato, podendo fazer toda a diferença no seu desempenho e disposição. 

Publicado por Érica Caetano em 03 de Novembro de 2017 às 11:40 em Notícias

Compartilhe

Alimentação Enem 2017
Alimentação Enem 2017

Começa neste domingo, 05 de novembro, a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nessa ocasião tão decisiva, é importante que os participantes, além de estarem descansados e tranquilos, cuidem da alimentação para ter energia e disposição e, com isso, alcançar o resultado esperado.

Além do planejamento para não esquecer nada, o ideal é que os inscritos escolham um cardápio saudável, colorido e balanceado e evitem comidas desconhecidas pelo organismo para não serem surpreendidos com algum mal-estar ou indisposição.

A nutricionista coordenadora de projetos na E4 Agência, Fernanda Seiffer, orienta que a alimentação é de suma importância para o candidato, podendo fazer toda a diferença no seu desempenho e disposição. 

Por isso, ela recomenda que os candidatos tenham uma alimentação em horários-chave, baseada em proteínas, carboidratos e vitaminas, optando sempre por alimentos que sejam de fácil digestão.

“A alimentação faz toda a diferença. Estar 100% preparado, concentrado e sem sonolência podem definir se o aluno fará ou não uma boa prova” (nutricionista Fernanda Seiffer)

Como se alimentar?

Fernanda elaborou um cardápio especial para o dia das provas, no qual sugere opções de desjejum (primeira refeição do dia), lanche da manhã, almoço e o que comer antes e durante o Enem. Veja abaixo:

- Café da manhã
Ovos mexidos com ervas e azeite de oliva
Vitamina de banana e abacate com leite integral
Café puro (opcional)

Ovos mexidos
Ovos mexidos com ervas e azeite de oliva para o desjejum
Alimento Quantidade Calorias
Ovo 2 unidades 70 kcal
Azeite de oliva 1 colher (sopa) 90 kcal
Leite integral 1 copo (200ml) 140 kcal
Banana 1 unidade média 90 kcal
Abacate 3 pedaços 48 kcal
Total -- 438 kcal

Por que? O dia da prova deve começar com alimentos nutritivos e que forneçam energia desde cedo. As proteínas de alto valor biológico presentes no ovo, combinadas com uma vitamina de frutas garante os macronutrientes em quantidades adequadas. O leite integral junto ao abacate para compor a vitamina foi escolhido no intuito de ofertar gorduras, que também são fontes de energia por tempo mais prolongado. A banana serve como fonte de carboidrato da refeição, adoçando naturalmente a vitamina.

- Lanche da manhã (opcional)
Bolacha de arroz integral com creme de ricota

Alimento Quantidade Calorias
Bolacha de arroz integral 3 unidades 25 kcal
Creme de ricota 1 e 1/2 colher de sopa 62 kcal
Total -- 87 kcal

Por que? O lanche da manhã é opcional, apenas se o participante sentir fome ante do almoço, mas não é obrigatoriamente uma refeição a ser realizada, visto que o almoço será cedo por conta do horário da prova. A escolha de uma fonte integral de carboidratos (bolacha de arroz integral) com uma proteína (creme de ricota) é ideal para o equilíbrio de energia desse lanche, que contém valor calórico menor.

- Almoço
Filé de frango grelhado com ervas e azeite de oliva
Arroz integral e feijão
Salada de espinafre, agrião e alface com cenoura ralada
Refogado de abobrinha com tomate

Almoço Enem
Filé de frango grelhado com salada para o almoço
Alimento Quantidade Calorias
Arroz integral 3 colheres de sopa 112 kcal
Feijão carioca 1 concha média 76 kcal
Frango 1 unidade de 100g 195 kcal
Azeite de oliva 1 colher de sopa 90 kcal
Abobrinha 3 colheres (40g) 15 kcal
Tomate 1 unidade (60g) 13 kcal
Espinafre 2 folhas 15 kcal
Agrião 3 folhas 19 kcal
Alface 2 folhas 15 kcal
Cenoura 1/2 unidade ralada 18 kcal
Total -- 586 kcal

Por que? O almoço dos participantes da prova deve ser equilibrado e leve, evitando frituras e alimentos que necessitam de uma digestão mais lenta. Isso evita a baixa concentração para a prova, e reduz o desconforto digestivo que pode prejudicar o desempenho para o raciocínio. Os alimentos escolhidos para o almoço (frango, salada, arroz integral, legumes e feijão) combinam nutrientes, vitaminas e minerais que forneçam energia de forma lenta e gradual, e apresentam maior facilidade de serem digeridos.

- Antes da prova – 10 minutos antes
1 lata (250 ml) de bebida energética

- Durante a prova
Água de coco
Água sem gás
Mix de castanha do Pará e amêndoas
Maçã
Chocolate 70% cacau

Barra de chocolate
Chocolate, castanhas e água para comer durante as provas
Alimento Quantidade Calorias
Bebida energética sem açúcar 1 unidade 10 kcal
Água de coco 1 unidade (100ml) 19 kcal
Castanha do pará 1 unidade (6 gramas) 37,9 kcal
Amêndoa 3 unidades (4 gramas) 23 kcal
Maçã 1 unidade 63 kcal
Chocolate 70% cacau 25 gramas (3 quadrados) 133 kcal
Total -- 285,9 kcal

Por que? Antes da prova, em torno de 10 minutos, recomenda-se o consumo de uma bebida energética, que fornece energia e componentes (cafeína e taurina) que aumentam o estímulo do sistema nervoso e, consequentemente, melhoram a concentração e o raciocínio. Deve ser consumida nesse horário por conta da absorção rápida desses compostos. Durante a prova, a hidratação é fundamental e por isso propõe-se no cardápio água de coco e água sem gás, para fornecer sais minerais e evitar plenitude gástrica (desconforto) por conta do gás. Além disso, alimentar-se é essencial durante as horas da prova para manter o fornecimento de energia, com uma fruta (maçã), mix de castanhas e amêndoas ricas em vitaminas e minerais, e um chocolate, que é a opção mais escolhida pelos estudantes. Recomenda-se um chocolate 70% cacau que além de ser mais rico em nutrientes, contém baixa quantidade de açúcar, que evita picos de glicose e hipoglicemia de rebote (condição que pode interferir negativamente no desempenho do estudante).

Tenha atenção

Por mais que seja permitido pela organização do Exame, no caso o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ingressar para os locais de prova portando lanches, é importante ter atenção nos itens escolhidos.

Leve a água em recipiente transparente e sem rótulo. O mesmo também para embalagens de alimentos e outros, como salgadinhos, barras de cereais, biscoitos e etc, de preferência em embalagens lacradas. Se o recipiente do alimento estiver aberto, o conteúdo deverá ser colocado em um saco plástico transparente.

No edital do Enem não há nenhuma restrição sobre o que pode ser levado. Contudo, o fiscal de sala poderá revistar o lanche do participante quando suspeitar de alguma ilegalidade.

Enem 2017

A expectativa é que passem pelas provas do Enem 2017 mais de 6,7 milhões de participantes, em 12.416 locais de prova, distribuídos em 1.725 cidades brasileiras. Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12h e fechados às 13h, sempre no horário de Brasília. 

No primeiro dia, das 13h30 às 19h, os inscritos deverão responder 90 questões de Ciências Humanas e Linguagens e Códigos e produzir a redação. Na segunda data, os testes acontecem das 13h30 às 18h, sendo formados por 90 questões de Ciências Humanas e Matemática.

É necessário chegar ao local de prova com antecedência, a fim de evitar imprevistos, e estar munido do documento de identidade em bom estado de conservação e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.

Por mais um ano consecutivo, o Super Vestibular trará a Correção Comentada em parceria com o curso Oficina do Estudante de Campinas-SP. Ela será realizada em tempo real e gratuitamente, podendo ser conferida nesta página, a partir das 19h do dia 05 e às 18h no dia 12 seguinte. 

Ainda dá tempo de se preparar para o Enem de forma gratuita. O Super Vestibular conta com dicas, provas e gabaritos de anos anteriores e um simulado para que você possa treinar os seus conhecimentos

O resultado do Enem 2017 está previsto para o dia 19 de janeiro de 2018. As notas podem ser utilizadas para ingresso em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), para bolsas de estudos do Programa Universidade Para Todos (ProUni) ou para financiar seu curso no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

VEJA TAMBÉM

1 2