Home Dicas O ambiente de estudo ideal, como ter um?

O ambiente de estudo ideal, como ter um?

Características do ambiente de estudo podem afetar diretamente no rendimento do estudante.

Publicado por Wanja Borges em Dicas

Compartilhe

O ideal é que o ambiente de estudo esteja disponível sempre que necessário
O ideal é que o ambiente de estudo esteja disponível sempre que necessário

Você sabia que organizar um ambiente especial para os estudos é mais importante do que determinar o tempo que será reservado para a atividade? Segundo especialistas, a aprendizagem é diretamente influenciada por contextos sociais e pelo espaço físico, ou seja, de nada vale dedicar horas para os estudos, se o recinto em que o estudante se encontra não contribui para sua concentração e rendimento. 

Fatores como iluminação, ventilação, cores e ruídos afetam diretamente na produtividade do vestibulando. Enquanto uma sala escura, fria e barulhenta resulta em cansaço, fadiga e inquietação, um ambiente bem iluminado, fresco e razoavelmente silencioso é capaz de proporcionar bem-estar, tranquilidade e atenção. E o mais importante é que encontrar essas características não é tão difícil como parece.

Estudando em casa

Em casa, por exemplo, o ideal é reservar um cômodo que esteja disponível sempre que necessário. O quarto é um dos espaços mais utilizados pelos vestibulandos por se tratar de um ambiente onde é possível ter privacidade sem tantas distrações e interrupções. Neste caso, o ideal é delimitar muito bem os dois ambientes para não correr o risco de o estudo acabar na cama. 

Como estudar para o vestibular sozinho

Além de desligar o telefone, televisão e rádio, também é recomendável a utilização de uma mesa espaçosa, capaz de organizar os materiais do dia com os de apoio, otimizar o aprendizado e diminuir o tempo de realização das tarefas. Uma cadeira confortável, que permite o estudante manter sua postura, e um quadro de avisos, para exposição de comunicados importantes, também são aconselháveis. 

Fora de casa

Agora se a casa é pequena ou se o vestibulando divide o quarto com um irmão, por exemplo, recorrer a ambientes públicos pode ser uma boa alternativa. Bibliotecas municipais, salas de estudos nos cursinhos, parques, livrarias e cafeterias são algumas das opções disponíveis. Como neste caso não é possível ter todo o material didático por perto, o ideal é administrar a rotina, definindo qual conteúdo será estudado a cada dia. 

Mais importante do que a facilidade de adaptação do estudante com o ambiente, é sua identificação com o espaço. O recinto precisa, em primeiro lugar, respeitar o estilo pessoal do indivíduo. Se o vestibulando não gosta de silêncio, não há problemas em deixar o som ligado, desde que a música não atrapalhe sua concentração. Para situações como esta, músicas instrumentais são as mais aconselháveis. 

Vale ressaltar, ainda, que o ideal é fazer testes, com as várias opções disponíveis, para descobrir qual se ajusta melhor ao perfil e às necessidades do vestibulando. Fugir de exageros e priorizar o equilíbrio são os melhores métodos para escolher o ambiente. Agora que você já sabe como um espaço apropriado pode contribuir para a otimização dos estudos, que tal começar a organizar o seu? 

VEJA TAMBÉM

1 2