Home Dicas Método de estudo: como adotar um?

Método de estudo: como adotar um?

Resolver exercícios, fazer anotações e utilizar a internet para pesquisas é o método de estudo mais utilizado pelos estudantes.

Publicado por Wanja Borges em Dicas

Compartilhe

Método de estudo varia conforme o estudante, contudo estratégias distintas podem ser unificadas em uma única rotina
Método de estudo varia conforme o estudante, contudo estratégias distintas podem ser unificadas em uma única rotina

Para garantir um bom desempenho na preparação para o vestibular, não basta simplesmente estudar. Saber administrar o tempo disponível, definir um método de aprendizagem e adotar um roteiro de estudos são fatores que também atuam decisivamente neste processo. Cada vez mais, os vestibulares estão cheios de estudantes que se dedicam integralmente ao objetivo de conquistar uma vaga no ensino superior, por isso, foco, dedicação e organização são de fundamental importância neste período. 

Estudar é fazer relações entre os conteúdos, por isso, assistir às aulas, revisar as matérias ministradas e fazer anotações sobre elas são os métodos de estudo mais adotados. Esse tipo de técnica obriga os estudantes a prestarem atenção nas aulas, apreender o conteúdo apresentado, e não só decorá-lo. Para facilitar a compreensão e estimular a memória visual, muitos estudantes abusam de palavras-chaves, desenhos e destaques nos cadernos. Já o resumo, normalmente, é estruturado em tópicos. 

Enquanto uma parcela de vestibulandos prefere se dedicar aos estudos integralmente durante a semana e reservar o final de semana para o descanso e lazer, outra opta por revezar as folgas durante os sete dias a fim de evitar o cansaço e o estresse. O importante é não exagerar nas pausas e, principalmente, não deixar o conteúdo acumular. Se preciso, reserve os 10 ou 15 primeiros dias de suas férias para revisar toda a matéria ministrada no semestre e aproveite os outros para relaxar. 

Outro método eficiente e muito utilizado é o pensamento em rede. Utilizar a internet para fazer pesquisas detalhadas, assistir a videoaulas e esclarecer dúvidas têm sido cada vez mais frequentes. No caso das obras literárias, por exemplo, muitos resumos são encontrados no mundo virtual, entretanto, ler o livro na íntegra é de fundamental importância para compreensão da história. Neste caso, não há problemas em reservar alguns minutos para o facebook ou twitter, desde que sejam usados com moderação. 

Resolver exercícios e provas de anos anteriores, elaboradas pela mesma banca, também pode auxiliar o vestibulando a ter uma noção das abordagens adotadas nos vestibulares. O aconselhável é resolver as questões, verificar os acertos e erros, pesquisar as respostas e depois responder a prova novamente. Gravar as aulas em um MP4 ou gravador de voz para ouvir no ônibus, na fila do banco ou em casa também é outra estratégia.

Dividir os estudos por disciplina, organizar o tempo que será destinado para cada matéria, tirar dúvidas com professores ou plantonistas, usufruir dos materiais didáticos oferecidos pelas escolas e cursinhos e estudar com base no conteúdo programático das provas também são dicas válidas. O ideal é analisar quais matérias que o estudante possui mais facilidade e/ou dificuldade e destinar tempos diferentes para cada uma delas, conforme sua necessidade. O foco deve estar sempre nos conteúdos de mais difícil apreensão.  

Vale ressaltar que não existe uma forma certa de conduzir os estudos. As possibilidades são variadas e depende de cada vestibulando encontrar qual método se encaixa melhor no seu perfil. Em muitos casos, as estratégias se complementam, por isso, são utilizadas conjuntamente. Em outros, algumas delas são descartadas por não possuírem tanta eficácia para determinados estudantes, por isso, antes de elaborar um plano de estudo, o ideal é analisar qual a melhor forma de absorção do candidato. Depois de definido, é só colocar as mãos na massa.  

VEJA TAMBÉM

1 2