Home Dicas Estudando para o teste de habilidade específica

Estudando para o teste de habilidade específica

O teste de habilidade específica, ou THE, é uma prova aplicada pelas instituições em determinadas graduações para avaliar a aptidão do candidato.

Publicado por Érica Caetano em Dicas

Compartilhe

Alguns cursos exigem a realização do THE além da prova do vestibular
Alguns cursos exigem a realização do THE além da prova do vestibular

Em grande parte dos editais ele está lá, sendo citado. Mas para muitos estudantes, inclusive para aqueles que prestarão vestibular para cursos que o exigirem, o teste de habilidade específica, ou THE, ainda é considerado uma etapa confusa e que amedronta durante a preparação para as provas.

Geralmente, os processos seletivos são constituídos por duas etapas em que os vestibulandos precisam responder questões objetivas de múltipla escolha e perguntas dissertativas. No entanto, alguns cursos de graduação exigem, além dessas fases, mais uma etapa, que é conhecida como teste de habilidade específica.

O THE nada mais é do que uma prova que aborda questões não estudadas durante o Ensino Médio e que avaliam se o candidato possui aptidão necessária e exigida na graduação em que está concorrendo. O teste seleciona aqueles candidatos que realmente apresentarem essa capacidade, para que ela seja aprimorada no decorrer do curso.

Na maioria das vezes, o THE é feito pelos concorrentes dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design, Artes, Música, Dança, Artes Cênicas e Educação Física. As exigências nas modalidades de cursos podem variar de uma instituição para a outra. Para cada graduação, uma prova com aplicação diferente é realizada, com características ligadas à área de atuação.

Mas a dúvida que permeia na cabeça dos jovens que irão realizar o teste é de como se preparar para essa prova. Como estudar os conteúdos, como realizar exercícios para fixação, como saber o que será cobrado, entre outros aspectos. No entanto, não é preciso pânico. Em todos os processos seletivos que são exigidos esse exame, há no edital um tópico específico sobre essa prova, explicando todos os detalhes de como ela é aplicada, a abordagem das questões, os materiais necessários para a sua realização, a temática das perguntas e, em alguns casos, até uma sugestão de bibliografia para estudo.

É inegável a importância de se ter certa aptidão para fazer o THE na graduação escolhida, mas se preparando bem, assim como é feita a preparação para as demais provas do vestibular, seguindo o que é estipulado e orientado pela instituição, não tem como errar. Mas se mesmo assim o medo de enfrentar a prova seja muito grande e a insegurança bater, algumas universidades já oferecem cursos para os candidatos de Habilidades Específicas. Além disso, há também cursos preparatórios exclusivos, de instituições especializadas, que preparam o vestibulando.

Outra dica é treinar e exercitar o que será cobrado no THE. No caso dos candidatos de Educação Física, se no teste for necessário avaliar condicionamento físico, tente exercitar o seu, desde que acompanhado por um profissional da área. Para a graduação de Música, geralmente são cobrados aspectos teóricos e práticos, autoridade auditiva e nível de conhecimento em acordes, intervalos e modulação. Então, vale a pena se dedicar a esses quesitos. Para os cursos de Artes, Design e Arquitetura e Urbanismo são cobrados testes gráficos, sendo interessante treiná-los.

Se ainda não estiver seguro estudando sozinho, procure ajuda profissional. Muitas vezes a própria instituição de ensino oferece um especialista para orientar sobre a realização e a aplicação dessas provas.

O mais importante é o vestibulando não temer o teste de habilidade específica, afinal de contas, preparando-se e gostando do que deseja realmente estudar, é fácil acertar. Confie na sua capacidade e faça o seu melhor. 

VEJA TAMBÉM

1 2