Home Dicas Como se adaptar ao ensino superior?

Como se adaptar ao ensino superior?

Tido como um período de mudanças na vida acadêmica e pessoal do estudante, acesso ao ensino superior exige dedicação e responsabilidade.

Publicado por Wanja Borges em Dicas

Compartilhe

Dedicação, organização e responsabilidade são fundamentais para enfrentar as dificuldades encontradas no ingresso no ensino superior
Dedicação, organização e responsabilidade são fundamentais para enfrentar as dificuldades encontradas no ingresso no ensino superior

Com a aprovação no vestibular, muitos estudantes passam a acreditar que a ansiedade, angústia e nervosismo, decorrentes do período preparatório, foram vencidos. O que muitas vezes eles esquecem é que o acesso ao ensino superior representa um período de mudanças e que, com isso, parte significativa dos vestibulandos acaba enfrentando sérias dificuldades de adaptação e revivendo todos esses sentimentos indesejados.   

Essa situação é ainda mais intensa quando o estudante precisa mudar de cidade e, consequentemente, sair da casa dos pais. Para alguns, essa mudança de rotina pode significar a conquista da independência e autonomia. Para outros, não passa de perda de referências. É natural que o primeiro ano do curso seja difícil, mas é importante entender que este é o período decisivo para a permanência do aluno no ensino superior e, portanto, para o seu sucesso acadêmico. 

Ao mesmo tempo em que o estudante se sente aliviado de não precisar mais dedicar horas do seu dia para atingir o objetivo de passar em um vestibular, ele também pode estranhar o ambiente da Universidade e, principalmente, começar a se preocupar com o fato de estar dando os primeiros passos da sua carreira profissional. A dificuldade de entrosamento e a insegurança de tomar decisões são os principais enigmas detectados. 

Vale ressaltar que esta é uma fase de amadurecimento. Para aproveitar as oportunidades oferecidas, o calouro precisa de dedicação, organização e responsabilidade para vencer as dificuldades. Mais do que um avanço intelectual e profissional, os estudantes também são condicionados a uma mudança de comportamento, principalmente porque, na universidade, eles irão conviver com pessoas de diferentes idades, classes sociais e princípios. 

O relacionamento com os pais também tem importância decisiva nessa fase de adaptação. É importante que a família esteja por perto, sempre acompanhando a vida acadêmica do vestibulando. Inteirar-se sobre sua rotina de estudos, amizades e dificuldades pode ajudar o estudante a encontrar soluções mais facilmente para os possíveis problemas diagnosticados por essa transição para a vida adulta.     

Enfim, dificuldades sempre existirão, mas vale lembrar que depois da tempestade, vem a calmaria. Por isso, o ideal é deixar a resistência de lado, esforçar-se para vencer mais essa etapa da vida e depois comemorar os ensinamentos aprendidos, as dificuldades vencidas e, principalmente, os laços de amizades conquistados. Como já dizia Augusto Cury, a vida é uma grande universidade, mas pouco ensina a quem não sabe ser um bom aluno. 

 

VEJA TAMBÉM

1 2