Home Dicas É possível passar em vestibular estudando só em casa?

É possível passar em vestibular estudando só em casa?

Eliminar as distrações e ter disciplina são fundamentais para quem opta por estudar em casa

Publicado por Érica Caetano em Dicas

Compartilhe

É imprescindível ter muita disciplina para quem escolhe estudar para o vestibular em casa
É imprescindível ter muita disciplina para quem escolhe estudar para o vestibular em casa

A preparação para o vestibular exige do estudante uma rotina muitas vezes exaustiva e de intensa dedicação. Horas a fio na escola ou cursinhos pré-vestibular em busca de uma boa colocação nas provas e, consequentemente, a garantia de uma vaga no curso e na instituição de ensino superior desejada. 

Mas você já pensou na possibilidade de uma outra forma de realizar seus estudos? Não entendeu o porquê da pergunta? Já vamos explicar! É que muitos vestibulandos optam por estudar sozinhos e em casa. Num primeiro momento, pode até soar estranho este comportamento, mas acredite, a forma pode ser muito válida, tendo exemplos positivos. 

No entanto, o método só funcionará realmente se alguns aspectos forem seguidos a risca, como, por exemplo, obedecer regras e ter muita disciplina, já que o vestibulando terá que criar por conta própria uma forma de estudo sistêmica e organizada.

Por onde começar?

Ao decidir estudar em casa é preciso tomar algumas providências antes mesmo de iniciar as atividades. A primeira é organizar e definir o espaço destinado aos estudos. É preciso que o cantinho escolhido seja calmo, arejado, fresco, limpo e silencioso, já que estes fatores contribuem significativamente para o bom desempenho das atividades, melhorando a produtividade e concentração.

Já citamos este item, mas por ser muito importante, vamos voltar nele e reforçar: a disciplina! Sem ela é muito difícil sair com êxito desta fase pré-vestibular. E isso independe do ambiente: cursinho X casa. A disciplina é necessária em qualquer um dos dois locais, mas quando a opção é realmente não sair de casa para estudar, ela deve ser ainda mais intensa. 

Por isso, é preciso criar uma rotina de estudos e segui-la rigorosamente. É importante definir quanto tempo será dedicado a cada disciplina e respectiva matéria que atenda as exigências do curso que deseja prestar, como também o tempo para aqueles conteúdos que o estudante tem maior dificuldade.

Esta organização fará o candidato ganhar horas preciosas e não esperdiçará seu tempo com outros itens de menor relevância. Criar a regularidade de sentar e estudar todos os dias naquele mesmo horário, também facilitará a vida do vestibulando.

Experiência na prática

O universitário em Ciências Contábeis na Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP), Fillipe T. San, de 18 anos, optou por estudar e se preparar sozinho para as provas dos vestibulares e não se arrepende da escolha que fez. Ele inclusive escreveu o livro Como passar nas melhores universidades, no qual conta a sua experiência de estudos em casa sem cursinho, garantindo sua aprovação na USP, Unesp e Unifesp.

Fillipe conta que decidiu estudar em casa para conseguir flexibilizar melhor seus horários de estudos e porquê já havia se preparado sozinho para os testes de uma espécie de vestibular do Ensino Médio, para o ingresso na Escola Técnica de São Paulo (ETEC), conseguindo ser aprovado.

O segredo para ele é não deixar todo o conteúdo de estudos para o último ano do Ensino Médio. Ir se preparando para o vestibular entre o 1º e o 2º ano ajudará muito o estudante a estar seguro e menos sobrecarregado no 3º ano. 

“Comecei a estudar no início do 1°ano porque a carga horária era menor e para poder ter uma boa preparação para os vestibulares, que são muito concorridos. A partir do último ano do Ensino Médio, fiz um plano de estudos de acordo com o tempo disponível. Eu dividi as matérias durante os sete dias da semana e lia muitas notícias”, relembra.

A opção de estudar por conta própria e em casa também tem seus desafios. Não ter professores explicando os conteúdos e os exercícios, como acontece nos cursinhos pré-vestibulares, está entre os itens mais complicados na rotina solitária. “Não ter quem explique todas as matérias de forma mastigada pode ser difícil para algumas pessoas, já que elas não conseguem estudar sem a explicação de um professor”, exemplifica Fillipe.

Além disso, há também inúmeras distrações em casa que as vezes não se tem dentro da sala de aula. Por isso, eliminar as distrações é primordial! Nada de deixar acessível e próximo, ao alcance do ambiente de estudos, ferramentas que possam entreter durante o período de estudos. Bate-papos no celular, redes sociais, televisão e telefones devem permanecer distantes, para não prejudicar a concentração. Todos esses itens podem ficar para um outro momento.

Conciliando estudos e vida pessoal

É preciso saber conciliar e ponderar os dois aspectos, dividindo os horários para estudos e para o descanso com os amigos e família. Nesta fase, o tempo para a vida pessoal pode ser um pouco mais escasso, mas ele é fundamental. Filipe, por exemplo, optou por deixar os domingos para sair com os familiares e colegas. Já nas tardes de sábado, ele intercalava (um sim, outro não) para sair, assistir filmes e animes em casa. Durante a semana, ele lia mangás e desenhava nos intervalos, de acordo com o seu planejamento do dia.

Próximo as provas ele também tem outra dica: “Nas vésperas e alguns dias antes das várias provas que eu fiz, eu não estudava. Eu relaxava e saía com os amigos e ia até a casa da minha avó. A melhor opção, sem dúvida, é relaxar. Nós temos que confiar no nosso aprendizado”, ressalta.

É para todo mundo?

Fillipe acredita que todo estudante tem potencial para estudar por conta própria, sem necessidade de ter um perfil específico. É preciso, na verdade, se adequar a rotina e a forma com que se deve levar os estudos. “Apenas a minoria dos vestibulandos que precisariam de, pelo menos, professores on-line para conseguir aprender os diversos conteúdos. Mas em torno de 90% dos estudantes tem potencial sim”.

Ao estudar, defina prioridades sobre o conteúdo em que possui maior dificuldade e aquele que terá maior peso na prova que for fazer. É importante também estabelecer um método de estudo. Na hora de memorizar a matéria é importante escrever resumos, associando o material estudado, de forma a facilitar a recordação de determinado assunto. Leituras em voz alta também podem ajudar em alguns casos.

Materiais de estudo

Estude através de apostilas antigas de cursinhos, assista a aulas disponíveis na internet, faça simulados, utilize provas antigas e acesse resoluções comentadas. Além disso, lembre-se de deixar todo o material de estudo próximo. Interromper as atividades para buscar algo que tenha esquecido pode fazer com que se perca a linha de raciocínio e a concentração.

Fillipe atribui o sucesso de suas aprovações em vestibulares concorridos a disciplina, concentração e foco. E garante que teve que deixar de fazer várias coisas para estudar o suficiente, mas que tudo foi uma fase, um período, e que é válido e muito gratificante conseguir a aprovação. A dica dele para o Super Vestibular e para quem deseja ter o mesmo sucesso que ele nas aprovações é seguir a risca esses fatores com determinação. E você? Está preparado? Desejamos boa sorte!

VEJA TAMBÉM

1 2